Menu

Logo 5 2017 SemSlogan

Centro Público de Santo André coloca 2.923 trabalhadores no mercado no primeiro semestre deste ano

[img_assist|nid=2332|title=CPETR foi responsável pela inserção de 2.923 profissionais no mercado de trabalho|desc=|link=node|align=left|width=640|height=425]Balanço recém-concluído mostra que o Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda (CPETR) da Prefeitura de Santo André foi responsável pela inserção de 2.923 profissionais no mercado de trabalho no primeiro semestre de 2010. O número é 32,6% superior aos 2.205 colocados no mesmo período do ano passado. 

Há duas explicações para este salto. A primeira diz respeito ao aquecimento da economia brasileira após os efeitos da crise financeira internacional. O Produto Interno Bruto (PIB) nacional deve crescer 6% neste ano após estagnação em 2009. A segunda razão está relacionada à maior proatividade na captação de vagas. 

“Somente neste ano, trouxemos 52 novas empresas para nosso portfólio, o que elevou para 771 o número total de empregadoras que se utilizam dos serviços do CPETR”, afirma Hernán Vilar, diretor do Departamento de Geração de Emprego, Trabalho, Qualificação e Renda (DGETQR), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SDET) da Prefeitura de Santo André. 

Mais de 90% destas empresas atuam no Grande ABC e parcela bem inferior é de municípios vizinhos à região, como a Capital.  

Gratuito 
Vilar conta que entre as novas cadastradas figuram companhias de setores como supermercadista, tecnologia da informação, automotivo e petróleo e gás. O serviço gratuito prestado pelo CPETR consiste na indicação de candidatos de acordo com o perfil das vagas apresentadas pelas empresas. 

Isto é possível graças ao banco de dados formado por mais de 540 mil profissionais das mais diversas especialidades. “Dispomos até de salas para que as empresas possam realizar seu processo de seleção aqui no CPETR”, destaca Vilar.  

O balanço semestral exibe outros dados importantes. Entre janeiro e junho deste ano, 84.804 pessoas se dirigiram ao CPETR em busca de colocação profissional, número 7,7% superior aos 78.747 registrados no mesmo período do ano passado. 

Destes 84.804, 42.997 foram convocados pelo CPETR e, dos convocados, 33.654 foram encaminhados para participação de processos seletivos em empresas. “Os 33.654 encaminhamentos representam acréscimo de 46,6% em relação ao primeiro semestre do ano passado”, afirma Vilar.

Mas é arriscado imaginar, com base nesta coletânea de dados, que tudo são flores na economia regional. Isso por que o número de solicitações de seguro-desemprego – outro serviço do CPETR voltado à população – atingiu 4.973 no primeiro semestre deste ano, 1,9% a mais que os 4.882 registrados no mesmo período de 2009 e 59,7% acima dos 3.114 no mesmo período de 2008, antes dos efeitos da crise global. “Significa que o volume de demissões ainda é grande, apesar da melhoria no placar de colocações”, explica Vilar.  

André Lima
Última modificação emSegunda, 26 Julho 2010 04:16

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo