Menu

Logo 5 2017 SemSlogan

Santo André reúne representantes da Defesa Civil para capacitação técnica do programa Construindo Cidades Resilientes da ONU Destaque

Santo André reúne representantes da Defesa Civil para capacitação técnica do programa Construindo Cidades Resilientes da ONU

Ferramenta Scorecard será implementada na cidade e oferece um conjunto de avaliações que permite monitoramento e análise de progressos na prevenção de acidentes

Santo André, 28 de abril de 2022 - O Departamento de Proteção e Defesa Civil (DPDC) de Santo André participou nesta quinta-feira (28) de uma capacitação com técnicos de diversas áreas do município para implementação da ferramenta Scorecard, que vai permitir uma análise mais eficaz e monitoramento das situações que necessitam de rápido atendimento das equipes em casos de catástrofes relacionadas a eventos climáticos.

A ferramenta foi apresentada pelo assessor técnico de Resiliência Urbana da Organização das Nações Unidas (ONU) para a América Latina, Clément da Cruz. Santo André foi premiada no último mês de março como cidade resiliente e participa da iniciativa Construindo Cidades Resilientes-2030 (MCR2030) do UNDRR (United Nations Office for Disaster Risk Reduction), buscando melhorar de forma tangível e mensurável sua resiliência ao risco.

"Santo André esteve preparada para o período chuvoso do último verão. O trabalho preventivo foi uma marca da nossa cidade e isso permitiu com que nenhuma vida fosse perdida por conta das catástrofes climáticas. A partir de agora vamos estruturar as ações pensando no verão 2023 para que possamos melhorar ainda mais esse trabalho exitoso realizado", destaca o prefeito Paulo Serra.

O investimento em medidas de redução de risco de desastres é mais eficiente, eficaz e efetivo, do que a concentração de recursos exclusivamente em esforços de alívio, recuperação e reconstrução pós-desastres. O trabalho que o Departamento de Proteção e Defesa Civil realiza na cidade vai de encontro a tudo isso, na prevenção e com foco na preservação de vidas", destacou a coordenadora da Defesa Civil de Santo André, Priscila Oliveira.
"Vamos institucionalizar a agenda de redução de riscos entre os municípios, com capacitação e diálogo, que é fundamental neste sentido. Sabemos que o risco de desastre é maior nas cidades e por isso nosso escritório da ONU tem essa área específica para atuar, formulando políticas públicas de gestão de risco com as cidades", finalizou o assessor técnico de Resiliência Urbana da ONU, Clément da Cruz.

Texto: Daniel Betega

Última modificação emQuinta, 28 Abril 2022 14:15

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo