Menu

Logo 5 2017 SemSlogan

Patrulha Maria da Penha prende homem que agrediu esposa no Jardim Santo André

Patrulha Maria da Penha prende homem que agrediu esposa no Jardim Santo André

GCMs foram acionados por funcionários da UPA Jardim Santo André, onde a vítima recebia atendimento médico

Santo André, 18 de janeiro de 2022 – A Guarda Civil Municipal (GCM) de Santo André, por meio da Patrulha Maria da Penha, foi acionada na manhã desta terça-feira (18) por funcionários da UPA Jardim Santo André que atenderam uma mulher com lesões por todo o corpo.

As viaturas foram até a Unidade de Pronto Atendimento e ao conversarem com a vítima de violência doméstica, a mesma informou que o agressor estava no local. A partir daí os GCMs localizaram e deram voz de prisão ao homem, que foi conduzido ao 6º Distrito Policial de Santo André.

A vítima, após atendimento médico, foi escoltada pela equipe da Patrulha Maria da Penha para prestar depoimento. A Patrulha Maria da Penha foi criada em 2020, quando o município firmou convênio com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para que a GCM exerça seu papel de proteção e fiscalização da integridade física de mulheres acometidas por crimes de violência doméstica, bem como do ciclo de atuação da Lei Maria da Penha.

Outra importante ferramenta para garantir a proteção e aumentar a sensação de segurança de mulheres que são vítimas de violência é o aplicativo 'Ana'. O sistema, desenvolvido por um Guarda Civil Municipal da cidade de Paulínia, no interior paulista, é disponibilizado exclusivamente para as mulheres que possuem medidas protetivas vigentes e que são atendidas pelo programa Patrulha Maria da Penha.

Nas situações de risco à integridade física destas mulheres, a vítima aciona um botão desta ferramenta e um alarme soa na sede do COI (Centro de Operações Integradas) da Prefeitura e também na sede da GCM, dando agilidade no atendimento de ocorrências desta natureza.

Texto: Daniel Betega

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo