Menu

Logo 5 2017 SemSlogan

Santo André retoma atividades presenciais para menores de dois anos em creches e Emeiefs

Santo André retoma atividades presenciais para menores de dois anos em creches e Emeiefs

Retorno, previsto para ocorrer na terça, não é obrigatório

Santo André, 5 de novembro de 2021 - As creches da rede municipal de Santo André retornarão as atividades presenciais para crianças com menos de dois anos de idade na próxima terça-feira (9). Aproximadamente 75% das creches municipais, conseguirão atender a estrutura de atendimento integral, que ocorrerá gradativamente.

“Como praticamente atingimos a cobertura vacinal completa do público adulto da cidade e estamos finalizando a primeira fase de imunização dos jovens, com muita responsabilidade, equipamentos necessários e segurança, decidimos retomar o atendimento. Com exceção das creches novas, pois estamos em processo de contratação de professores, que iniciarão as atividades no próximo ano”, destacou o prefeito Paulo Serra.

A partir de terça-feira, tanto os alunos do Ensino Fundamental quanto alunos da pré-escola e creches não precisarão passar mais por atendimento escalonado, o horário de atendimento aos alunos voltará a ser o realizado antes da pandemia.

Em Santo André, o retorno às aulas presenciais na rede municipal não é obrigatório. Porém, os pais que decidiram pelo ensino remoto são orientados a fazer uma justificativa junto à unidade escolar quanto à decisão.

Merenda Legal - Com o retorno das aulas presenciais, a Prefeitura de Santo André retomou o Merenda Legal, programa que disponibiliza para os responsáveis pelos alunos da rede municipal, via WhatsApp, o cardápio dos alimentos consumidos pelos estudantes na escola. As refeições nas creches e Emeiefs incluem desjejum, almoço para as turmas da manhã e da tarde, e lanche da tarde.

Até os três anos de idade, os alunos não têm contato com açúcar dentro da rede escolar municipal. Já alunos com necessidades nutricionais específicas, como os que apresentam doença celíaca, diabetes, alergias, obesidade, intolerâncias, dentre outras, recebem alimentos produzidos especialmente para atender suas demandas.

Texto: Caroline Terzi
Foto: Helber Aggio/ PSA

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo