Menu

Logo 5 2017 SemSlogan

Santo André antecipa vacinação suplementar contra Covid-19 para idosos Destaque

Foto: Angelo Baima/PSA Foto: Angelo Baima/PSA

Cidade é a 1ª da região metropolitana a iniciar o complemento da vacina; município se mantém estruturado para também disponibilizar primeira e segunda dose para diversos públicos

Santo André, 2 de setembro de 2021 – A Prefeitura de Santo André vai iniciar nesta sexta-feira (3) a vacinação suplementar contra Covid-19 em idosos com mais de 90 anos que residem em instituições de longa permanência. Esses munícipes receberam a primeira dose da vacina em janeiro e já estavam com o quadro vacinal completo.

O município segue liderando a vacinação no ABC e é a primeira cidade da região metropolitana a iniciar o reforço da vacinação contra o coronavírus.

“Santo André avança em mais uma importante etapa da vacinação, agora com a dose suplementar para idosos acima de 90 anos. Atingimos mais de 52% da cobertura vacinal na população adulta, com mais de 850 mil doses aplicadas na cidade. Números que têm garantido a queda nos índices de internação e de óbitos decorrentes da Covid-19”, pontuou o prefeito Paulo Serra.

Em paralelo ao reforço do esquema vacinal, o município continua avançando na vacinação da primeira e segunda dose. A  primeira dose da vacinação segue disponível, mediante agendamento, para pessoas de 15 a 17 anos com ou sem comorbidades.

A segunda dose da Pfizer está disponível para pessoas com deficiência, profissionais que atuam na limpeza urbana e profissionais da educação com idade entre 18 e 44 anos. A segunda dose da vacina AstraZeneca está disponível para profissionais da educação, motoristas e auxiliares de transporte coletivo, pessoas com idade entre 18 e 29 anos com deficiência ou que possuam comorbidade.

Além disso, pessoas de 25 a 29 anos sem comorbidades que receberam a primeira dose da Coronavac também podem agendar a aplicação da segunda dose. Todos os munícipes deverão, obrigatoriamente, apresentar comprovante de residência, CPF, documento de identidade e comprovante da primeira dose.

Com mais de 854.897 doses aplicadas, a cidade já vacinou 100% da população adulta com pelo menos uma dose do imunizante e 53% da população adulta já está com o esquema vacinal completo. O avanço na vacinação refletiu na diminuição das internações decorrentes à complicações da doença, atualmente a taxa geral de ocupação de leitos sob gestão municipal é de 13%.

O Ministério da Saúde não recomenda que seja feita a aplicação das vacinas contra a Covid-19 e contra a Influenza conjuntamente. A pasta orienta que as pessoas que estiverem nos grupos prioritários procurem se vacinar antes contra a Covid-19. Especialistas recomendam um intervalo de pelo menos 14 dias entre a imunização contra coronavírus e a vacina contra a gripe. Pessoas infectadas com a Covid-19 ou que receberam alta há menos de 28 dias não poderão tomar a vacina contra a Influenza.

| Texto: Rafaela Mazarin

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo