Menu

Logo 5 2017 SemSlogan

Parque Central vai receber obras de esgotamento sanitário a partir de segunda

Parque Central vai receber obras de esgotamento sanitário a partir de segunda Alex Cavanha

Intervenção, que será realizada pela Sabesp, vai melhorar o serviço e beneficiar o meio ambiente do local e de toda a região

Santo André, 13 de agosto de 2021 - O Parque Central de Santo André, localizado na Vila Assunção, vai receber obras de modernização do esgotamento sanitário a partir de segunda-feira (16). A intervenção, que será realizada pela Sabesp, tem como objetivo melhorar o serviço de coleta e tratamento de esgoto na região e garantir a qualidade ambiental de uma das áreas de lazer mais importantes da cidade.

Para isso a Sabesp, que conta com o apoio da Prefeitura, irá substituir 1,6 mil metros da rede de esgoto que margeia o lago. A substituição da rede será realizada de forma escalonada, ou seja, apenas uma pequena área do parque será interditada. Esta área receberá a intervenção, depois será reaberta, e uma nova área será interditada. A ideia é afetar o mínimo possível a rotina dos usuários do parque. A conclusão da obra está prevista para o mês de dezembro.

“O Parque Central não só merece, como precisa dessa intervenção para que se mantenha lindo, cheio de vida e um dos espaços preferidos do andreense por muitos e muitos anos. As obras vão acontecer de forma organizada, com respeito ao meio ambiente e aos usuários. Quem usa o parque pode precisar se adequar às ações, por um tempo. Mas é importante destacar que os benefícios serão permanentes”, disse o secretário de Meio Ambiente, Fábio Picarelli.

De acordo com a companhia, a modernização do esgotamento sanitário atende diretamente cerca de 6 mil imóveis da região e 24 mil pessoas, principalmente nos bairros Vila Assunção, Paraíso, Vila Gilda, Jardim Bela Vista, Centro, Casa Branca, Várzea do Tamanduateí e Vila Bastos. A obra, no entanto, beneficiará todos os frequentadores e também o meio ambiente em uma área que vai além do parque.

A intervenção dará mais segurança à coleta e ao tratamento de esgoto na bacia do córrego Carapetuba, que deságua no rio Tamanduateí e, a partir daí, chega ao rio Tietê. O investimento da Sabesp na obra do Parque Central é de R$ 1,3 milhão.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo