Logo 5 2017

 

Menu

Mercado de peixes ornamentais da Craisa é opção para praticantes do aquarismo e lojistas

Além de peixes, é possível encontra aquários, alimentos e todo tipo de acessório Além de peixes, é possível encontra aquários, alimentos e todo tipo de acessório Ângelo Baima

 Espaço, que conta com 49 expositores, recebe cerca de mil pessoas toda as quartas-feiras

Santo André, 5 de novembro de 2019 - Todas as quartas-feiras, a Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) realiza a feira de peixes ornamentais, onde é possível encontrar espécies raras, além de acessórios, alimentos, remédios, ração e aquários de todos os tamanhos e decorações. A feira é referência para comerciantes e aquaristas de todo o estado de São Paulo.

Cerca de mil pessoas visitam a feira de peixes ornamentais todas as quartas-feiras, das 13h às 18h. O público se divide entre lojistas (cerca de 70%) e os apaixonados por aquarismo. “É um público que cresce a cada dia, porque aqui é possível encontrar tudo o que tem de melhor e mais moderno para aquários e, geralmente, as pessoas que praticam esse hobby estudam e conhecem bem o assunto, além de acompanharem as notícias sobre novidades do mercado”, disse a encarregada de mercado atacadista da Craisa, Rosane Teixeira.

Participam da feira 49 expositores. A maioria dos comerciantes é formada por produtores, cerca de 80%. Os vendedores são do interior de São Paulo e também de Minas Gerais, que é o maior produtor do país. Para expor, todos apresentam documentação específica para o comércio de animais solicitada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

O biólogo Robson de Almeida Pinto é um dos produtores de Minas Gerais. Ele comercializa peixes ornamentais há 17 anos e vem de Muriaé para Santo André toda quarta-feira para comercializar no atacado e no varejo os peixes que produz. “No interior, as pessoas já têm contato com a natureza e não se interessam tanto em ter um aquário ou uma ave em casa. Esse tipo de comércio só funciona em cidade grande. O pessoal quer ter um peixinho, um passarinho, um animalzinho, devido à necessidade de ter um contato com a natureza”, avaliou.

O peixe-beta é o mais procurado, porque consegue viver na água doce que chega às residências com pH alcalino. Por ser uma espécie que precisa de ar, o aquário necessita de uma bomba para que o peixe sobreviva. Na outra ponta, entre os mais caros, está a carpa nishikigoi, que também pode ser encontrada na feira por um preço entre R$ 300 e R$ 500.

“Existem carpas mais baratas, que custam de R$ 1 a R$ 30, mas não são as carpas nishikigoi. Esta espécie pode custar até 50 mil”, explica Robson de Almeida Pinto. O preço da carpa varia muito de acordo com o tamanho e principalmente a cor. Entre as nishikigoi existem três tipos: o higoi (carpa vermelha), o asagui (carpa azul e vermelha) e o bekko (branca e preta). Todos podem ser encontrados na feira de peixes ornamentais da Craisa.

A feira existe há dez anos na Craisa. Além de Santo André, apenas Guarulhos possui uma feira de peixes ornamentais.

Serviço
Mercado de peixes ornamentais da Craisa
Data: Às quartas-feiras, das 13h às 18h
Local: Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André)
Endereço: Avenida dos Estados, 2.195 – Santa Teresinha

| Texto: Paola Zanei
| Fotos: Angelo Baima/PSA

Última modificação emQuarta, 06 Novembro 2019 16:38

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo