Logo 5 2017

 

Menu

Banco do Brasil eleva nota de crédito de Santo André

Banco do Brasil eleva nota de crédito de Santo André

Nova classificação de risco é mais um reconhecimento da retomada de credibilidade do município e abre novas possibilidades de financiamento

Santo André, 9 de setembro de 2019 -  A Prefeitura de Santo André obteve uma nova notícia positiva, resultado da retomada da credibilidade do município. Após ter elevada sua nota de rating (classificação de risco de crédito) na Caixa Econômica Federal para BB no último mês de agosto (era E no início de 2017), o rating do município no Banco do Brasil foi elevado de C para B, abrindo novas possibilidades de investimentos e financiamentos públicos no município.

A informação foi trazida ao prefeito Paulo Serra na última semana pelo superintendente Regional do Banco do Brasil, Elias Almeida da Silva, que aproveitou para apresentar a linha de crédito PEM (Programa de Eficiência Municipal), na qual Santo André já possui uma pré-aprovação de R$ 20 milhões para modernização da administração municipal.

“Essa nova elevação da classificação de risco do município só reforça ainda mais a confiança de que estamos no caminho certo, devolvendo Santo André ao protagonismo do crescimento econômico sustentável e apta a receber investimentos”, comemorou o prefeito Paulo Serra.

Investimentos – Resultado das medidas de choque de gestão adotadas pela Prefeitura, as elevações de notas de classificação de risco representam reconhecimento do mercado financeiro em relação à recuperação financeira de Santo André e à capacidade que o município tem em cumprir o pagamento de empréstimos.

A recente elevação do rating na Caixa foi crucial para Santo André ter acesso a financiamento do banco no valor de R$ 60 milhões por meio do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), que será utilizado em obras de diversas áreas como saúde, esporte, asfaltamento, entre outras. O contrato do empréstimo foi assinado na última sexta-feira (6).

Da mesma forma, a nova nota de crédito atribuída a Santo André pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) foi determinante para a liberação do financiamento de US$ 50 milhões do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), voltado a obras de mobilidade. No primeiro ano da atual gestão, a nota da cidade na STN era C e passou para B em 2018.

Texto: Tiago Oliveira
Foto: Angelo Baima/PSA

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo