Logo 5 2017

 

Menu

Inscrições para o projeto ‘De Volta pra Sala’ são prorrogadas até sexta-feira

Inscrições para o projeto ‘De Volta pra Sala’ são prorrogadas até sexta-feira Divulgação/Semasa

Iniciativa do Semasa vai transformar sofás em oportunidade de trabalho para moradores da cidade

Santo André, 12 de agosto de 2019 - As inscrições para o projeto ‘De Volta pra Sala’ foram prorrogadas nesta semana e vão até sexta-feira (16). A iniciativa do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vai dar vida nova a sofás descartados nas Estações de Coleta e promover a formação profissional de moradores do município.

As inscrições acontecem no Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda (CPETR), localizado no Térreo 1 do prédio da Prefeitura, e os interessados devem apresentar RG e comprovante de residência (só poderão participar moradores de Santo André). Qualquer pessoa com mais de 18 anos e que seja alfabetizada poderá participar. Estão sendo oferecidas 20 vagas.

O ‘De Volta pra Sala’ trabalha uma proposta inovadora de sensibilização ambiental e visa recuperar os sofás que foram descartados, fazendo-os retornar para o mercado de consumo, preservando o meio ambiente. Só no ano passado, em Santo André, mais de 17 mil sofás foram deixados nos ecopontos da autarquia e o objetivo da ação é dar vida nova para estes objetos, contribuindo para a ampliação da vida útil do Aterro Sanitário e proporcionando uma formação profissional aos participantes.

A meta final é que seja implementada uma oficina de recuperação e produção de sofás e poltronas ambientalmente corretos, também proporcionando geração de renda por meio de um empreendimento de economia solidária, que terá apoio técnico da autarquia.

O projeto do Semasa vai contar com teoria e prática e os participantes receberão formação em cooperativismo, tapeçaria e empreendimento solidário. Haverá ainda visitas monitoradas e palestras sobre a gestão de resíduos em Santo André. Ao final, a autarquia ainda vai promover uma exposição dos novos sofás que serão produzidos. A iniciativa socioambiental proposta pela autarquia será financiada com recursos do Fumgesan (Fundo Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental).

| Texto: Paloma Alvarez

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo