Brasão da cidade de Santo André, Prefeitura de Santo André

Menu

Site da Prefeitura de Santo André ganha ferramenta que traduz texto para Libras

Site da Prefeitura de Santo André ganha ferramenta que traduz texto para Libras Alex Cavanha/PSA

Hand Talk faz tradução de conteúdos para a Língua Brasileira de Sinais, com o objetivo de incluir pessoas surdas e com deficiência auditiva

Santo André, 6 de julho de 2020 – O site da Prefeitura de Santo André ganhou uma ferramenta que traduz texto para Libras, a Língua Brasileira de Sinais. O projeto da Secretaria de Inovação e Administração, em parceria com a Secretaria da Pessoa com Deficiência, tem como objetivo a inclusão de pessoas surdas ou com deficiência auditiva.

Ao entrar na página, por meio do endereço www.santoandre.sp.gov.br, o ícone de acessibilidade em azul ao lado direito da tela indicará o tradutor do site. Quando ativado, basta selecionar o texto com o cursor do mouse, para que o intérprete 3D, o Hugo, traduza os itens textuais em gestos de Libras. O usuário também tem a opção de alterar o tradutor para o lado esquerdo e modificar a velocidade da tradução.

É comum que surdos ou pessoas com deficiência auditiva tenham baixa escolaridade e problemas de alfabetização, e por isso enfrentem dificuldade em compreender o português escrito. Desta forma, a nova ferramenta permite que este público acesse os serviços do site da Prefeitura de maneira mais fácil e inclusiva.

“Pensando na acessibilidade e nos munícipes com deficiência auditiva que terão o direito de acessar o nosso site, implantamos o Hand Talk, um avatar que traduz em Libras os textos para que os usuários tenham acesso integral ao conteúdo. É um passo importante na inclusão para a administração, uma das muitas ações que teremos visando promover cada vez mais acessibilidade para a população de Santo André”, afirmou a secretária da Pessoa com Deficiência, Silvia Grecco.

A acessibilidade ao se comunicar com o cidadão está prevista na Lei Brasileira de Inclusão, em vigor desde 2016. O texto prevê que sejam disponibilizadas ferramentas inclusivas para garantir a interação com este público, cujo idioma nativo é a Língua Brasileira de Sinais.

Texto: Daniele Vieira

Última modificação emTerça, 07 Julho 2020 10:52

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo