Brasão da cidade de Santo André, Prefeitura de Santo André

Menu

Paranapiacaba teve folia, natureza e muita história no Carnaval

Paranapiacaba teve folia, natureza e muita história no Carnaval Divulgação

 Neste feriado de Carnaval, Paranapiacaba foi opção para quem gosta de agitação e também para quem quis fugir dela. O Carnaval desse ano, embora sem sol, levou muita gente à Vila inglesa para aproveitar o carnaval de diversas formas. Alguns estavam interessados nos passeios culturais, feira do Cambuci e circuito museológico, outros nas trilhas e outros, ainda, em aproveitar o Carnaval e se divertir nos bloquinhos que percorreram as ruas centenárias da Vila.

O Bloco das Bruacas, um dos mais tradicionais de Paranapiacaba, foi o que reuniu maior número de foliões, cerca de 500 pessoas na segunda. Já a Banda Caxambu, que percorreu a Vila no domingo e na terça, sendo que reuniu 300 foliões no sábado e outros 200 na terça, público que se dividiu entre a banda e o bloco Batucada Abençoada, promovida pela Igreja Bola de Neve.

“A Banda Caxambu e o tradicional ‘Bloco das Bruacas’ agitaram os foliões com marchinhas de época, trazendo um clima de nostalgia e aproximando as gerações que estiveram presentes. Era possível observar famílias inteiras: avós, pais, filhos e netos, todos compartilhando da mesma experiência”, destacou o secretário de Meio Ambiente, Fabio Picarelli.

Para unir Carnaval e história, a Casa da Família Ferroviária, que reconstitui uma moradia da Vila da década de 1930, esteve decorada com tema carnavalesco e com banners e fotos que resgataram a história da festa em Paranapiacaba. Além disso, o visitante pode conferir o Museu Castelo, uma construção do final do século 19 que foi moradia dos engenheiros chefes da ferrovia, e ainda visitar a Feira de Cambuci, no Antigo Mercado.

Para quem foi à Vila para fugir da agitação, as trilhas monitoradas no Parque Natural Nascentes de Paranapiacaba foram ótima opção. Com área de mais de 4 milhões de metros quadrados em meio à Mata Atlântica, a área abriga seis trilhas que podem ser percorridas com acompanhamento de monitores credenciados. O Parque abriga, ainda, as nascentes do Rio Grande, principal formador da represa Billings.

Já o pessoal que curte caminhar ou andar de bicicletas, aproveitou o feriado para percorrer a Rota da Madeira. Com um trajeto de 34 km, o circuito pode ser autoguiado, mas pela longa extensão e para a segurança dos visitantes, recomenda-se a contratação de um guia cadastrado no Centro de Visitantes do Parque

Para receber os visitantes, a Vila conta com o Centro de Informações Turísticas. Localizado no Largo dos Padeiros, o espaço está aberto de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Paranapiacaba conta ainda com serviços de pousada, alimentação, além de cafés e comércio de artesanatos, entre outros. Mais informações: https://www2.santoandre.sp.gov.br/index.php/paranapiacaba

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo