Nesta experiência, o ar movimenta-se com maior velocidade no centro do jacto produzido pelo cone de ar fazendo com que a pressão neste ponto seja sempre mais baixa comparada com a dos outros locais. Isto verifica-se porque esse local é aquele que está mais afastado do ar com maior pressão (períferia do jacto). A bola é mantida sempre no centro do jacto de ar porque esta é empurrada para o centro pela maior pressão do ar mais lento, ou seja, aquele que está mais próximo das bordas do jacto. Por sua vez, a bola é mantida em suspensão porque o jacto de ar ascendente é suficiente para vencer o peso da bola.

 

Efeito Bernoulli
Daniel Bernoulli foi um físico suíço que estudou a mecânica dos fluídos e seus a fins, e após vários estudos criou um princípio aonde defendia que: ”Se a velocidade de uma partícula de um fluído aumenta enquanto ela se escoa ao longo de uma linha de corrente, a pressão do fluído deve diminuir e vice-versa”. Ou seja, quando um fluído passa com grande velocidade por uma superfície de um corpo a pressão que este fluido exerce sobre o mesmo diminui criando uma diferença entre as pressões (superior e inferior). Por esse método pode-se explicar como um corpo de massa tão grande e densidade maior que o ar como o avião consegue voar, isso ocorre devido a diferença de pressão que surge através das correntes de ar que passam com maior  velocidade na parte superior da asa e consequentemente diminui a pressão nesta localidade,  e na parte inferior a velocidade do ar é menor assim aumentando a pressão e  a partir dessa contestação surge a força de sustentação do avião.

 

 

 

Fonte:
CienciaemCasa / FenomenosdaEngenharia /

 

 

Links Interessantes

 

 

 

Videos

Efeito Bernoulli

 

 

 

 Voltar para EXPERIMENTOS