>

 

 
 

Um imã é um corpo que possui propriedades magnéticas, ou seja, que gera campo magnético ao seu redor.

As primeiras observações relativas ao magnetismo foram registradas na Grécia Antiga, em uma cidade denominada Magnésia onde se encontrava um mineral que tinha a capacidade de atrair pequenos objetos de ferro. Esse material passou a ser conhecido como magnetita em virtude do nome do local onde foi encontrado. O nome dessa cidade deu origem também ao termo magnetismo.

Porém, os estudos nessa área foram aprofundados apenas em 1600 pelo físico Inglês William Gilbert (1554 – 1603). Dentre as suas descobertas, destacam-se a existência do campo magnético terrestre e as propriedades dos ímãs.

Na física, denominam-se fenômenos magnéticos toda interação que se observa entre ímãs e a interação entre ímãs e materiais de ferro. Desta forma, o termo magnetismo passou a ser empregado para estudar os fenômenos que envolviam ímãs.

 

TIPOS DE IMÃS

Natural: quando se trata de óxido de ferro, um mineral encontrado na natureza que recebe o nome de magnetita;

Artificial: quando é construído com ligas metálicas (ou materiais cerâmicos) que, ao serem submetidas a fortes campos magnéticos, adquirem propriedades magnéticas;

Ímã em forma de ferradura

PROPRIEDADES DOS IMÃS

 

  • Capacidade de atrair outros objetos, especificamente alguns metais, como o ferro;

  • As regiões onde os campos magnéticos são mais intensos em um imã denominam-se polos magnéticos. Estes são classificados como norte (positivo) e sul (negativo);

  • Ao aproximar os polos magnéticos de dois imãs, podemos verificar duas situações: repulsão, se os polos aproximados são iguais; ou atração, se são polos diferentes.

  • Alinhamento com os polos geográficos da Terra, que ocorre se um imã estiver posicionado de uma maneira em que pode mover-se livremente. A orientação do ímã acontece da seguinte forma: polo norte do imã aponta na direção do norte geográfico da Terra, e o polo sul orienta-se na direção do polo sul geográfico da Terra. Esse fenômeno é possível em virtude da existência do campo magnético terrestre.

  • Inseparabilidade dos polos magnéticos, ou seja, não pode haver um imã somente com polo sul ou com o polo norte. Isso significa que, se um imã for quebrado, haverá a formação de um novo ímã. A razão para esse fenômeno é o fato de o magnetismo ser uma propriedade que tem origem na organização molecular da substância, então, até a menor das moléculas de um imã possui os dois polos bem definidos.

    Ao aproximar dois ímãs, os polos de sinais iguais repelem-se, enquanto os polos de sinais contrários atraem-se

 

CAMPO MAGNÉTICO DA TERRA

A Terra também se comporta como um grande imã, possuindo polos magnéticos bem definidos. O polo norte geográfico da Terra é o sul magnético, e o sul geográfico, o norte magnético. Graças a essas propriedades magnéticas da Terra, podemos orientar-nos através da bússola.

A bússola, que é formada por uma agulha feita de magnetita apoiada sobre um pequeno suporte, pode girar livremente e orientar-se de acordo com o campo magnético da Terra. Entretanto, a bússola não aponta exatamente para os polos geográficos da Terra, uma vez que os polos magnéticos não coincidem exatamente com os polos geográficos, pois estão defasados aproximadamente 11,5° um do outro.

 

Fonte:
InfoEscola /BrasilEscola

 

Links Interessantes

 

Videos

Magnetismo



 

 Vamos aprender sobre imãs

 

Voltar para EXPERIMENTOS

© 2017 SABINA - Escola Parque do Conhecimento. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Sabina