Logo 5 2017

 

Menu

Itens filtrados por data: Segunda, 15 Abril 2019

Comissão divulga lista de artistas selecionados para o 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto

Salão será aberto no dia 25 de abril; 21 artistas terão 42 trabalhos expostos

Santo André, 16 de abril de 2019 – A comissão organizadora do 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto divulgou nesta terça-feira (16) a lista dos 21 artistas selecionados na segunda e ultima fase. No total, a Comissão de Seleção e Premiação selecionou 42 trabalhos que comporão o salão deste ano. As informações estarão disponíveis na plataforma CulturAZ e nas páginas da Casa do Olhar Luiz Sacilotto e da Secretaria de Cultura no Facebook.

De acordo com os organizadores, dos 21 artistas selecionados, sete receberão o Prêmio Aquisição, num total de R$ 24 mil. E o artista Carlos Rogério Eustachio da Silva Cupertino Amorim ficou com o Prêmio Estímulo, no valor de R$ 2 mil. A abertura do salão será no dia 25 de abril, às 19h, no Salão de Exposições do Paço Municipal (Praça IV Centenário, s/n, Centro).

Nesta edição a comissão foi composta pelo filósofo paulistano Cauê Alves, professor e atual curador geral do MuBE (Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia), pelo escultor, desenhista, professor e cenógrafo paraense Claudio Cretti e pela artista plástica mineira Laura Belém.

O 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto é uma realização da Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Cultura. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 11 4992-7730.

47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto | Artistas selecionados na segunda fase

| Artistas selecionados
Aline Moreno de Oliveira
Amanda Noemi Yuki
André Catunda Serra Barion
Andrea Brazil Mugnaini
Antonio Pulquério Filho
Carlos Rogério Eustachio da Silva Cupertino Amorim
Daniela Miki Hirose
Dora Monteiro Smeke
Evandro Batista Prado
Fernanda de Lima Galvão
Gina Dinucci
Gustavo Aragoni
Gustavo Cunha Lourenção
Gustavo da Fonseca Moreno
Luiz Antonio Domingues
Manoel Canada
Manuela Alves Mayer
Márcio André Diegues
Matheus de Oliveira Machado
Simone Fontana
Vitor de Melo Sugimoto

| Prêmio Aquisição
Aline Moreno de Oliveira
Dora Monteiro Smeke
Fernanda de Lima Galvão
Gustavo Aragoni Silveira Moraes
Manoel Canada
Manuela Alves Mayer
Vitor de Melo Sugimoto

| Prêmio Estímulo
Carlos Rogério Eustachio da Silva Cupertino Amorim

Texto: Marcos Imbrizi

Leia mais ...

Moeda Verde transforma paisagem de mais uma rua no Núcleo Capuava

Rua Malaia, que sofria com acúmulo de lixo irregular, foi transformada em área verde e estacionamento para os moradores

Santo André, 16 de abril de 2019 - Mais um local de Santo André que recebia grande quantidade de resíduos por descarte irregular está de cara nova. A rua Malaia, no Parque Capuava, bairro que abriga um dos pontos de troca do programa Moeda Verde, ganhou uma área verde e um estacionamento para os veículos da população do entorno. Os serviços de melhoria foram feitos pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) em parceria com a Prefeitura.

As intervenções fazem parte da missão do Moeda Verde de combater pontos que ainda sofrem com o despejo ilegal de entulho, móveis, sacos de lixo, dentre outros. A via também ganhou melhorias no sistema de captação de águas pluviais. A área de convivência ainda vai receber mobiliário urbano, como mesinhas e banco, tornando o ambiente ainda mais agradável aos munícipes.

Além do benefício direto para a população que vive no entorno, a ação também vai permitir que o Semasa diminua os gastos com a limpeza do lugar. Em 2018, por causa do descarte irregular, a autarquia precisou limpar o ponto 64 vezes, somando 177 viagens para transportar, ao todo, 531 toneladas de materiais. O gasto foi de cerca de R$ 96 mil.

A intervenção na rua Malaia foi ainda a segunda no Núcleo Capuava após a implantação do Moeda Verde no bairro. Em agosto do ano passado, o Semasa já havia criado uma pequena praça e um espaço para veículos na avenida dos Estados, eliminando o segundo maior ponto de descarte irregular de resíduos da cidade.

Entrega recorde - As ações do Moeda Verde têm transformado a paisagem do Núcleo Capuava, que registrou a maior troca de resíduos por alimentos hortifrúti da história do programa. A marca foi alcançada em 19 de março, quando os participantes encaminharam 2,4 toneladas de lixo para a reciclagem. O Capuava é o segundo ponto de troca do Moeda Verde que mais recebe resíduos por parte dos moradores.

Desde o início do programa em Santo André, no final de 2017, já foram entregues mais de 80 toneladas de resíduos por parte dos moradores e doados mais de 16 toneladas de alimentos – frutas, verduras e legumes.

Em 2019 o Moeda Verde vai chegar a mais comunidades do município. Em abril, serão dois novos núcleos que vão receber as trocas do programa – Cruzado (no Jardim Santo André) e Sítio dos Vianas.

Texto: Paloma Alvarez

Leia mais ...
Assinar este feed RSS