Logo 5 2017

 

Menu

Santo André capacita equipes do Samu com treinamento de atendimento pré-hospitalar Destaque

Santo André capacita equipes do Samu com treinamento de atendimento pré-hospitalar

Formação inclui utilização de rapel para salvar vítimas, atuação em locais confinados e resgate em veículos; 105 profissionais já foram capacitados

Santo André, 20 de março de 2019 - Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Santo André participaram nesta quarta-feira (20) de treinamento de atendimento pré-hospitalar, com o objetivo de aprimorar o atendimento prestado à população. A formação beneficiou 35 profissionais da equipe multidisciplinar, que participaram da iniciativa no dia de folga. Também participaram cinco profissionais do Samu de Mauá e 10 médicos residentes de pediatria da Faculdade de Medicina do ABC.

O treinamento organizado pelo Samu, em parceria com o grupo Stilo, foi dividido em um circuito com seis bases, sendo elas de avaliação primária (em que é verificada a gravidade do paciente), avaliação secundária (em que são avaliados os sinais vitais e histórico do paciente), salvamento veicular, salvamento em local de difícil acesso com rapel, retirada em locais confinados e imobilização. Os profissionais, que eram divididos em grupos, após cumprir o treinamento da base em que estavam, migravam para a próxima base em sentido anti-horário. Este processo foi realizado até que todos os grupos passassem por todas as bases.

“No final do ano nós identificamos a necessidade de realizar uma capacitação diferente para os profissionais do Samu de Santo André. Observamos que o foco era em treinamento de emergências clínicas voltado para reanimação cardiopulmonar, mas havia uma necessidade de um treinamento voltado ao atendimento de trauma. Temos nesse espaço, que nos foi cedido gratuitamente, seis bases avaliando todos os tipos de atendimentos traumáticos, incluindo a parte clínica”, afirmou o coordenador geral do Samu, Eduardo Fernando Souza.

A residente de pediatria da Faculdade de Medicina do ABC, Ana Carolina Nemeth Calvo, elogiou a iniciativa. “Participei da simulação de ambiente fechado, agora vou fazer o rapel. Esse tipo de situação a gente não aprende da faculdade. Não temos tanto contato com a prática e são situações que nos tiram da nossa zona de conforto. Nunca participei de nenhum treinamento desse estilo em que existem múltiplas vítimas, você tem que escalar, entrar em ambiente fechado e escuro. Já aprendi muito aqui hoje”.

O coordenador do Samu de Santo André, Eduardo Fernando Souza, ressalta a importância de simular situações que podem ser encontradas pelas equipes. “Reunimos os nossos profissionais que estão de folga, ou seja, eles estão trabalhando voluntariamente, com o intuindo de se capacitar para o atendimento do dia a dia. Temos o simulador de uma casa que tem vários obstáculos, pois durante o dia de trabalho os profissionais podem se deparar com situações como essas. Estamos passando novas técnicas que eles não conheciam e revendo algumas que eles já conheciam para melhorar o atendimento ofertado à população”.     

Ao todo, 105 profissionais já foram capacitados neste ano. Esta é a segunda iniciativa do tipo realizada em 2019 e novos treinamentos serão realizados no mês de abril. “Para nós que trabalhamos na rua é muito bom essa educação continuada. É bom tanto para o profissional que está atendendo quanto para quem está na rua precisando da gente. Precisamos sempre estar se atualizando“, afirmou Marcelo Algusto Gaschi, de 39 anos, que atua há 13 anos como condutor de ambulância no Samu de Santo André.

Texto: Rafaela Mazarin

Foto: Alex Cavanha/PSA

Última modificação emQuinta, 21 Março 2019 08:36

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo