Logo 5 2017

 

Menu

Santo André não registrou nenhuma morte provocada por acidentes de trânsito em novembro

Santo André não registrou nenhuma morte provocada por acidentes de trânsito em novembro Alex Cavanha/PSA

Dados do Infosiga mostram que a redução acumulada de janeiro a novembro deste ano, em comparação ao ano passado, foi de 13,3%

Santo André, 21 de dezembro de 2018 – No último mês de novembro, Santo André não registrou nenhum óbito provocado por acidentes de trânsito. Os dados são do Infosiga, banco de dados do Governo de São Paulo. O levantamento é positivo também em relação a outros períodos. Nos últimos 12 meses, entre novembro de 2017 e outubro de 2018, houve 39 vítimas fatais no município, enquanto entre novembro de 2016 e outubro de 2017 ocorreram 45 óbitos, uma queda de 13,3%. E de janeiro a novembro de 2018, o número de mortes causadas por acidentes de trânsito foi de 31, número abaixo da quantidade estabelecida como meta pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que era de 37.

Os números positivos vão em direção ao objetivo do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que pretende reduzir pela metade o número de mortes no trânsito até o ano de 2020. Os indicadores são resultado das diversas ações de segurança viária adotadas pela Prefeitura, focadas na segurança e na conscientização de motoristas, pedestres e ciclistas. Entre as ações estão campanhas educativas e investimento em melhorias na sinalização de trânsito e na qualidade das vias, além de campanhas direcionadas a pedestres, ciclistas e motociclistas.

Santo André também realiza a Operação Fluidez, com o objetivo de melhorar o tráfego de veículos nas ruas e avenidas mais movimentadas da cidade - a iniciativa funciona com a presença de agentes reordenando o tráfego. O Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) realiza ainda a readequação do tempo semafórico, com ajustes de sincronismo e no tempo de abertura destes equipamentos, operando com o suporte da Central de Monitoramento de Trânsito (CMT), que atua com dois sistemas independentes de semáforos sincronizados e inteligentes, que trabalham em tempo real e monitoram 62 cruzamentos na cidade.

Os números apontados pelo Infosiga também são resultado da manutenção de toda sinalização de trânsito que o DET vem executando desde junho de 2017, que consiste em repintura de faixas de pedestres, limpeza de placas, recolocação de placas danificadas, instalação de semáforos, travessias elevadas, entre outras, que atendem a todas as regiões da cidade durante todo o ano. A Prefeitura promove ainda intervenções do Plano de Ação Imediata de Trânsito (PAIT), que contempla pacote de microintervenções de baixo custo e realiza alterações no sentido de vias, abertura de acessos, repintura de sinalização horizontal e vertical.

Texto: Daniel Betega

Última modificação emSexta, 21 Dezembro 2018 17:24

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo