Logo 5 2017

 

Menu

Procon Santo André divulga pesquisa comparativa de preços de produtos da Ceia de Natal

Procon Santo André divulga pesquisa comparativa de preços de produtos da Ceia de Natal

Foram avaliados 71 itens de diversas marcas; análise registrou diferença de mais de 70% no preço dos aspargos brancos, por exemplo

Santo André, 13 de dezembro de 2018 – O Procon Santo André realizou pesquisa comparativa de preços de produtos que compõem a Ceia de Natal em cinco supermercados da cidade. Foram analisados os valores de 71 diferentes marcas de itens como azeites, bombons, carnes congeladas, lentilhas secas, conservas, farofas prontas, frutas em calda, panetones e chocotones. O levantamento foi feito em conjunto com a equipe do Núcleo Regional de Santos da Fundação Procon/SP.

A máxima diferença entre o maior e menor preço constatado na pesquisa foi no item conservas. Os aspargos brancos (200 g) apresentaram diferença de R$ 11,79, o que representa variação de 73,73%. O maior preço encontrado foi de R$ 27,78, já o menor foi de R$ 15,99. O preço médio encontrado foi de R$ 21,45.

Dentre os itens mais consumidos na época de Natal, os panetones, a maior diferença encontrada foi no Panetone Frutas Zero Adição de Açúcar (400g), contabilizando diferença de R$ 3,40, que representa variação de 21,26%. O maior preço registrado foi de R$ 19,39 e o menor R$ 15,99. O preço médio foi de R$ 17,12.

De acordo com a diretora do Procon de Santo André, o consumidor deve pesquisar os preços considerando a qualidade e evitar as compras por impulso. Doroti Gomes Cavalini destaca que é recomendável que o consumidor faça uma lista dos itens necessários e procure quais estabelecimentos apresentam, além de um bom preço, facilidades na hora da compra, como, por exemplo, proximidade, estacionamento, descontos, promoções e opções de formas de pagamento, entre outros.

“Ao escolher quais alimentos irão para o carrinho de compras, é importante observar as informações que constam da embalagem, como data de validade, lote, identificação do produtor ou fornecedor, peso, medida, ingredientes, características nutricionais e selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF). Além disso, é preciso verificar se o alimento é de origem animal e se contém ou não glúten, no caso de alimentos industrializados”, destaca Doroti.

Ao passar os produtos pelo caixa, se houver diferença entre o preço registrado e o que estava informado na gôndola, prevalece o menor. A pesquisa completa e outras informações podem ser encontradas no site www.procon.sp.gov.br.

Pesquisa Procon - A pesquisa tem como objetivo esclarecer o público, oferecendo uma referência ao consumidor através dos preços médios obtidos dentro da amostra pesquisada. A coleta dos preços foi realizada no dia 10 de dezembro de 2018 em cinco supermercados localizados na cidade de Santo André. Só fizeram parte da comparação os itens comercializados em no mínimo três dos estabelecimentos visitados.

As variações de preços constatadas referem-se aos dias em que a coleta foi realizada. Os preços praticados atualmente podem ser diversos, já que estão sujeitos a alteração conforme a data da compra, inclusive, por ocasião de descontos especiais, ofertas e promoções. Além disso, lojas da mesma rede podem praticar preços diferentes.

Texto: Caroline Terzi  

Fotos: Júlio Bastos/PSA

Última modificação emQuarta, 19 Dezembro 2018 17:00

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo