Logo 5 2017

 

Menu

Encontro de professores escolhe destaques do Projeto MindLab

Trabalho realizado pelas professoras Vilma Martins Oliveira e Juliana Barreto de Oliveira, da emeief Maria Cecília Dezan Rocha, foram o destaque do evento Trabalho realizado pelas professoras Vilma Martins Oliveira e Juliana Barreto de Oliveira, da emeief Maria Cecília Dezan Rocha, foram o destaque do evento Helber Ággio/PSA

 Projeto utiliza jogos de raciocínio para o desenvolvimento emocional dos alunos das escolas municipais; iniciativa de maior destaque participará da etapa nacional do programa e poderá disputar a Olimpíada Internacional que acontece em Budapeste, no ano que vem

Santo André, 23 de novembro de 2018 - O Centro de Formação de Professores de Santo André Clarice Lispector, na Vila Matarazzo, recebeu nesta sexta-feira (23), o evento “Práticas Exitosas” do Projeto Mind Lab, implementado na rede municipal de ensino de Santo André neste ano. O encontro reuniu docentes da rede municipal de ensino que utilizam o programa, além de incentivar a troca de experiências e escolher as iniciativas de maior destaque.

O MindLab é baseado na utilização de jogos de raciocínio para promover o desenvolvimento emocional dos estudantes. Neste ano, o programa esteve presente em 50 Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e ensino Fundamental) e seis creches, alcançando 519 professores.

Cinco experiências, entre as 25 inscritas, foram apresentados no evento, e as três melhores iniciativas foram selecionadas. O maior destaque no entanto foi o trabalho das professoras Vilma Rosa Martins Oliveira e Juliana Barreto de Oliveira, da Emeief Maria Cecília Dezan Rocha, na Vila Sá. As duas irão participar da etapa nacional do Prática Exitosas, que acontece em janeiro, em São Paulo. Caso a iniciativa de Santo André seja escolhida como a melhor do Brasil, as professoras irão participar da Olimpíada Internacional que acontece na Hungria, no ano que vem, com tudo pago. As dez melhores iniciativas foram contempladas com banners sobre o trabalho realizado.

“Acredito que o Mind Lab seja hoje uma das melhores ferramentas disponíveis para ajudar os professores a ensinarem os alunos, por meio dos jogos, a gerir melhor suas emoções, preparando-os para o mundo de hoje, onde, sem dúvida, a inteligência emocional é fundamental para o sucesso de todos”, destacou a secretária de Educação, Dinah Zekcer

Para o vice-prefeito Luiz Zacarias, o encontro foi muito importante para reconhecer o empenho e a dedicação dos professores na realização das atividades na sala de aula e a mudança que está acontecendo nas escolas da rede. “A gente visita escolas, fala com os pais, e percebe a alegria das famílias em sentir que as crianças destas escolas estão sendo bem educadas, tratadas com carinho e atenção” frisou.

O projeto Mind Lab é baseado na utilização de jogos de raciocínio desenvolvidos especialmente para estimular as crianças a alcançar objetivos como o desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais e emocionais, o desenvolvimento da concentração, aprimoramento das relações sociais e melhora do desempenho escolar. Participaram do projeto os alunos da educação infantil (4 e 5 anos) e do 1º ano do ensino fundamental, em um total de 15,7 mil estudantes.

As professoras Vilma Rosa Martins Oliveira e Juliana Barreto de Oliveira, ambas professoras do primeiro ano do ensino fundamental, trabalharam juntas, embora em salas diferentes. Destaques do evento de Práticas Exitosas, elas trabalharam juntas, unindo as turmas e promovendo a integração entre as crianças, bem como a troca de idéias. Mas a dupla realmente inovou ao adaptar um dos jogos, o “Dodo”, que abordava as características dos animais, colocando fotos dos alunos, para que eles reconhecessem as características dos colegas.

“Eles passaram a notar como os amigos são e acabaram destacando apenas as qualidades. Não houve nenhum tipo de brincadeira de mal gosto ou negativa, qualquer sinal de bullying”, disse Vilma. Para Juliana, utilizar os jogos em sala de aula foi uma experiência muito enriquecedora e gratificante“. Além da valorização do respeito mútuo, pudemos perceber que a oralidade das crianças foi desenvolvida, o raciocínio lógico e a responsabilidade”, acrescentou Juliana.

 

Última modificação emSexta, 23 Novembro 2018 18:31

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo