Logo 5 2017

 

Menu

Sob a coordenação do Semasa, alunos de escola estadual do Jardim Santo André fazem horta comunitária

Sob a coordenação do Semasa, alunos de escola estadual do Jardim Santo André fazem horta comunitária


Trabalho na E.E. Celso Augusto Daniel faz parte de projeto de educação ambiental da autarquia que visa combater o descarte irregular de resíduos

Santo André, 14 de novembro de 2018 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) encerrou no último final de semana mais uma etapa do projeto Cidadania Ambiental e Consumo Responsável. Após uma série de oficinas, alunos, pais, professores e funcionários da Escola Estadual Prefeito Engenheiro Celso Augusto Daniel, no Jardim Santo André, se reuniram para fazer o plantio de centenas de mudas para a formação de uma horta comunitária dentro da escola.

O objetivo do Semasa é levar às comunidades a prática de ações saudáveis para o meio ambiente e ainda reduzir o descarte irregular de resíduos. No Jardim Santo André, o programa começou em agosto, com uma parceria com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo). Na sede da CDHU no bairro, o Semasa fez a formação de lideranças comunitárias, que puderam aprender mais sobre o descarte de resíduos em Santo André, reaproveitamento de recicláveis e de restos de alimentos.

Já na escola estadual, a formação ambiental começou em setembro e ainda contou com oficinas para o reaproveitamento de pneus descartados e de compostagem, com a montagem de uma composteira. Os participantes tiveram oficinas de coleta seletiva e de uso de restos de alimentos não processados para a produção de adubo.

De acordo com o diretor da EE Celso Daniel, José Mauro Capp, os estudantes se envolveram muito com o projeto e se transformaram em multiplicadores das ideias transmitidas. “Eles gostaram tanto que até traziam uma troca de roupa, porque iam mexer com a terra e se sujar para a aula”, contou.

Angela Estevan, coordenadora técnica do trabalho de urbanização da CDHU, destacou a importância da parceria com o Semasa. “Este projeto integrou de fato o trabalho da CDHU com os agentes comunitários e a escola, que representa o entorno. Os alunos também são moradores do bairro e vão replicar o que aprenderam aqui”, disse, lembrando que a próxima etapa é continuar o trabalho ambiental conjunto também fora da escola.

A encarregada de extensão ambiental do Semasa, Cleonice de Almeida Pinto, disse que a ideia é em 2019 estender o projeto para outras escolas do Jardim Santo André. "O objetivoé promover a cidadania ambiental e o consumo sustentável em todo bairro", afirmou.  
        
Texto: Viviane Raymundi
Fotos: Divulgação/Semasa

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo