Logo 5 2017

 

Menu

Santo André recebe prêmio estadual por atingir índice de 85% de cura nos casos de tuberculose Destaque

A secretária adjunta de Saúde, Rosana Grasso, comemora a conquista junto aos representantes do Programa de Tuberculose da cidade, do ARMI (Ambulatório de Referência em Moléstias Infecciosas), do Laboratório de Saúde Pública de Santo André e do Instituto Adolfo Lutz, regional andreense. A secretária adjunta de Saúde, Rosana Grasso, comemora a conquista junto aos representantes do Programa de Tuberculose da cidade, do ARMI (Ambulatório de Referência em Moléstias Infecciosas), do Laboratório de Saúde Pública de Santo André e do Instituto Adolfo Lutz, regional andreense. Divulgação/PSA

Reconhecimento foi conferido na última quinta-feira (27), durante o Fórum de Tuberculose do Estado de São Paulo

Santo André, 28 de setembro de 2018 – O município de Santo André foi premiado na última quinta-feira (27), durante o Fórum de Tuberculose do Estado de São Paulo, por alcançar a meta de 85% de cura da doença em casos novos no ano de 2017. A premiação, que reconhece a qualidade nas ações de controle da tuberculose, foi recebida pelas representantes da Secretaria de Saúde, a adjunta da Pasta, Rosana Grasso, a assessora técnica Zelinda Callegari e a coordenadora do Programa de Tuberculose, Márcia Furquim.

“Alcançar a meta de cura significa que a rede de assistência conseguiu manter o protocolo de tratamento, e que nossa equipe conseguiu monitorar os atendimentos e dar o apoio necessário aos serviços. No ano passado, o Programa de Tuberculose conseguiu realizar visitas em todos os serviços onde havia pacientes em tratamento da doença e isso foi muito importante para que os profissionais da rede se sentissem apoiados. Esse prêmio representa muito para a equipe, pois confirma que estamos no caminho certo e que podemos cada vez mais avançar nos resultado”, comemorou Furquim.

Em 2017, deram entrada na rede de saúde do município, tanto nos equipamentos públicos como nos privados, 188 casos de tuberculose, sendo que destes, 160 (85,1%) evoluíram para cura. Ao considerar do total apenas aqueles que residem na cidade, foram 183 casos novos neste período, tendo 156 com encerramento por cura (85,2%). Já em 2018, até o momento, 146 casos novos deram entrada e estão em processo de tratamento.

De acordo com informações do portal do Ministério da Saúde, o principal sintoma da tuberculose é a tosse na forma seca ou produtiva, persistente por mais de três semanas. Emagrecimento, fadiga e sudorese noturna podem estar associados também ao quadro e devem ser investigados. O diagnóstico da doença pode ser feito em todos os serviços de saúde (rede básica, especialidades e urgência e emergência). Já o tratamento é realizado na rede básica e no Centro de Especialidades I, na região central, dependendo do tipo da infecção.

Texto: Bianca Fontes

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo