Logo 5 2017

 

Menu

Frente Social de Trabalho fecha período de inscrições com mais de 14 mil candidatos Destaque

Frente Social de Trabalho fecha período de inscrições com mais de 14 mil candidatos


Administração organizará a classificação dos participantes para formalizar a seleção das vagas

Santo André, 24 de setembro de 2018 - Com recorde absoluto de inscritos, o programa Frente Social de Trabalho, da Prefeitura de Santo André, finalizou na última sexta-feira (21) o período para participar da seleção que abrirá 300 vagas de emprego, sendo 150 para homens e 150 para mulheres, deste total 5% sendo destinadas para pessoas com deficiência. Cerca de 14,6 mil pessoas vão concorrer às oportunidades de trabalho para atuar na zeladoria da cidade. A administração agora trabalha para homologar os selecionados e publicar os nomes oficialmente. Mais nomes serão chamados de acordo com a necessidade do município.
 
Além de conquistarem uma nova ocupação, os candidatos selecionados aprenderão noções elementares de cidadania, qualificação profissional básica e renda, visando assim a preparação para reinserção no mercado de trabalho. "Os números mostram como esse período para os candidados se inscreverem foi um sucesso. As inscrições representam mais que o total somado das últimas três seleções para GTIs [Geração de Trabalho de Interesse Social - antigo programa]. Esta é uma oportunidade para quem mais necessita de renda e ocupação, voltando ao mercado e melhorando a condição de vida destes andreenses", comentou o prefeito Paulo Serra.

As admissões começam em outubro e entre os benefícios estão: um salário mínimo nacional, cesta básica mensal em dinheiro, refeição nos locais de trabalho, ajuda de custo integral para transporte público, seguro de acidentes pessoais e 120 horas anuais de cursos de capacitação. O contrato é de um ano, podendo ser renovado por mais dois anos pelo edital e mais três pelo cadastro social, após avaliação trimestral. Os que se destacarem serão indicados para vagas abertas no CPTER (Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda).

A Prefeitura de Santo André adotou como primordial a formação do trabalhador, reduzindo a hora de trabalho de oito para seis horas diárias e incluindo duas horas de cursos para cada participante do programa. As mais diferentes áreas estão englobadas nas atividades, como aulas de noções básicas para eletricista, carpinteiro, pedreiro, jardinagem, gastronomia ou ainda voltadas para o social como os direitos do cidadão, saúde, prevenção de doenças, entre outros.

Texto: Guilherme Menezes
Foto: Alex Cavanha/PSA

Última modificação emTerça, 25 Setembro 2018 10:53

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo