Logo 5 2017

 

Menu

Santo André ultrapassa meta do Índice de Educação Básica Destaque

Santo André ultrapassa meta do Índice de Educação Básica


Dados do Ideb, do Ministério da Educação, mostrou salto de qualidade do ensino andreense acima da média nacional

Santo André, 4 de setembro de 2018 - Demonstrando a atenção especial à Educação, Santo André bateu a meta do Ideb (Índice de Educação Básica) estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2017 e ficou acima da média nacional. A cidade ficou com índice de 6,4 no ano passado, sendo que a meta estabelecida para a cidade é de 6,3. A média nacional do Ideb foi de 5,8. Em 2015, data do último levantamento, Santo André havia ficado com 6,2.

O índice, calculado a cada dois anos e divulgado no início desta semana, é muito aguardado não só pelos profissionais da Educação, mas por toda a sociedade, por indicar como anda a qualidade do ensino nas escolas do País, seja nas salas de Ensino Fundamental ou Médio.

"Uma das principais metas que estabelecemos desde o início da gestão é a de melhorar a Educação da cidade, desde a estrutura, até o ensino final. Este resultado mostra que estamos atingindo os objetivos, mesmo com todas as dificuldades. Vamos continuar buscando melhorias para crescer ainda mais", disse o prefeito Paulo Serra.

Já a secretária de Educação, Dinah Zekcer, crê que o bom momento se deve muito aos programas implementados na gestão. “Esse resultado mostra que estamos no caminho certo, já que aponta o reflexo positivo de diversas ações que desde 2017, quando assumimos esta gestão, estão sendo implementadas nas escolas municipais. Um destes programas é o Mais Saber, que possibilita a 1,7 mil crianças permanecerem duas horas diárias a mais na escola, além programa de Ações Complementares, que oferece atividades de esportes e de artes no contraturno escolar nos 12 Cesas (Centros Educacionais de Santo André) em mais de 20 modalidades", comentou.

Parcerias com universidades, como a realizada com a UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e a UFABC (Universidade Federal do ABC), para aplicação do projeto Alfatec, que utiliza a tecnologia, por meio de um software para auxiliar a alfabetização dos alunos com ritmo diferenciado de aprendizado. Outro programa é o MindLAb (mente inovadora) que ajuda os estudantes, por meio de jogos de raciocínio, a desenvolverem o controle das emoções. Outras ações importantes passam pela distribuição de uniforme e merenda de qualidade, que atuam sobre a auto-estima e estimulam a vontade de ir à escola. “Não podemos deixar de falar sobre o trabalho realizado pelos professores e pelas equipes gestoras das escolas. Temos muito orgulho dos educadores pelo empenho e dedicação aos alunos, já que sem o esforço desses profissionais esse resultado não seria atingido“, completou a secretária.

A rede municipal de ensino de Santo André atende atualmente 17.150 alunos no Ensino Fundamental I – referente ao período entre o 1º e o 5º -, matriculados em 51 Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental). Para a definição do índice, o MEC analisou as médias de desempenho de 3,6 mil alunos das escolas municipais.

Maior evolução – A Emeief Ayrton Senna da Sílva, no Jardim Cecília Maria,  está entre as três escolas que apresentaram maior avanço no índice em um período de dez anos. A unidade passou de 1,5 em 2007, para 6,1 em 2017. A escola atende cerca de 140 alunos no Ensino Fundamental, além de 80 na Educação Infantil. Segundo a diretora, Ana Luiza Lorenzine, o resultado apontado no Ideb é fruto de muito trabalho de toda a equipe. “Além disso, a escola tem um cronograma que possibilita a realização de atividades fora da sala de aula, como aulas de matemática no pátio e horta educativa, sem contar a participação da comunidade na rotina da escola, o que é fundamental “, definiu.

Texto: Paola Zanei
Foto: Ricardo Trida/PSA

Última modificação emQuinta, 06 Setembro 2018 18:06

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo