Logo 5 2017

 

Menu

Santo André realiza mutirão de vacinação contra gripe neste sábado Destaque

Santo André realiza mutirão de vacinação contra gripe neste sábado Beto Garavello/PSA

Município já imunizou quase 29% do público-alvo em duas semanas de campanha; meta é atingir a cobertura de 95% dos grupos elegíveis para a vacinação

Santo André, 10 de maio de 2018 - Neste sábado (12), todas as 27 unidades de saúde de Santo André estarão abertas para vacinação contra gripe dos grupos prioritários, das 8h às 17h. A ação faz parte da campanha nacional de imunização, iniciada no dia 23 de abril, que até o momento imunizou 45.894 pessoas, no total.

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, fazem parte do público-alvo crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas (o município não possui este grupo, pois são considerados somente os aldeiados), portadores de doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além de professores das escolas públicas e privadas, conforme recomendação do governo federal.

O público-alvo de 2018 em Santo André representará 163.032 pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 95% dos grupos elegíveis para a vacinação. Em 2017, foram imunizadas 130.380 pessoas.

Ao procurar uma unidade de saúde, é importante levar a carteira de vacinação para o registro. No caso dos pacientes com doenças crônicas, é indispensável levar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação. Pacientes que fazem parte de programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem ir aos postos onde já estão cadastrados para receberem a vacina. Caso o local onde regularmente o munícipe é atendido não tenha um posto de vacinação, o morador deve buscar a prescrição médica na próxima consulta que estiver agendada, visando garantir esse documento com antecedência, para evitar filas na hora da vacinação.

Pacientes que são atendidos na rede privada ou conveniada, também devem buscar a prescrição médica com antecedência, junto ao seu médico assistente, devendo apresentá-la na unidade durante a realização da campanha. Há contraindicação de tomar a dose para pessoas que apresentam alergia grave a ovo ou que tenha apresentado reação anafilática em vacinação anterior.

O período para a realização da campanha foi escolhido por anteceder o inverno, época onde a doença tem maior incidência. As doses do Ministério da Saúde são repassadas aos municípios pelo governo do Estado, gradativamente. A vacinação contra Influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações e estes são os grupos mais vulneráveis da população.

Texto: Bianca Fontes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo