Logo 5 2017

 

Menu

Projeto ensina alunos da rede municipal a construir instrumentos musicais com material reciclável

Alunos terão aprenderão também sobre sustentabilidade Alunos terão aprenderão também sobre sustentabilidade Alex Cavanha/PSa

Construindo Música vai levar iniciação musical e consciência ambiental a cerca de 2,5 mil estudantes

Santo André, 4 de maio de 2018 - Esta sexta-feira (4) foi diferente para os alunos da Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Darcy Ribeiro, localizada no Parquje NovoOratório. Os cerca de 450 estudantes da unidade puderam experimentar a sensação de produzir sons com o próprio corpo e ouvir músicas bem conhecidas ao ritmo de instrumentos feitos com material reaproveitado. A experiência fez parte de um pequeno show de apresentação do projeto Construindo Música, que será implementado a partir da próxima semana nesta escola e em outras quatro unidades de Santo André.

Em cada uma das cinco unidades participantes do projeto, uma classe escolhida pela escola terá oficinas semanais com duas horas de duração, até outubro. Nesses encontros, os alunos aprenderão a fazer instrumentos com material reciclável, ação que começa com a promoção de jogos de percepção musical e com a coleta de materiais que acabariam no lixo, como garrafas PET e latas de alumínio.

O projeto, que tem o objetivo de levar aos alunos informações sobre consciência ambiental, conceitos de sustentabilidade e iniciação musical, é uma iniciativa da editora Evoluir – Educação Transformadora, com patrocínio do grupo Solvay, por meio do Instituto Rhodia, em parceria com a Secretaria de Educação de Santo André.

As escolas que receberão o projeto são as Emeiefs Luiz Sacilotto (Jardim Alvorada), Emeief Madre Teresa de Calcutá (Parque João Ramalho), Emeief Professor Antonio Virgílio Zaniboni (Jardim do Estádio), Emeief Professora Maria da Penha de Almeida Manfredi (Vila Curuçá) e Emeief Professor Darcy Ribeiro.

Os professores destas turmas participarão de formação com os educadores do programa, mas todos os professores das unidades interessados em participar também receberão formação em suas reuniões pedagógicas semanais (RPS) o que permitirá que as informações sejam replicadas por toda a escola. Além disso, os arte-educadores da área de música do projeto Mais Saber estão incluídos no projeto.

De acordo com a coordenadora de Projetos Especiais da Secretaria de Educação, Patrícia Perrucci, cerca de 150 estudantes serão beneficiados de forma direta pelo projeto, com os educadores em sala de aula, e mais aproximadamente 2,4 mil alunos, por meio da formação dos professores.

“Todos os arte-educadores da área de música do Programa Mais Saber também vão participar ampliando ainda mais o alcance do projeto”, acrescentou Patrícia. Os estudantes que participam do Mais Saber permanecem duas horas a mais na escola diariamente e nesse período têm oficinas de artes, atividades rítmicas e recreativas, além de aulas de Português e Matemática.

O diretor industrial da Solvay, Hugo Kitagawa, responsável pela unidade de Santo André, falou da alegria de poder patrocinar o projeto. “A empresa acredita que a educação é base para tudo. E a educação musical, junto com a sustentabilidade, é muito importante para as futuras gerações”, frisou.

 

Texto: Paola Zanei

Foto: Alex Cavanha/PSA

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Cidadão

Servidores

Empreendedor