Logo 5 2017

 

Menu

Prefeitura inicia reabertura de unidades de saúde com novo padrão de qualidade

Prefeitura inicia reabertura de unidades de saúde com novo padrão de qualidade

Inaugurada neste sábado, UPA Bangu passou por ampla modernização, dentro das diretrizes do programa Qualisaúde, beneficiando moradores do segundo subdistrito

Santo André, 21 de abril de 2018 – A Prefeitura de Santo André deu início à reabertura de unidades de saúde da cidade que tiveram seus serviços interrompidos para passar por uma grande modernização, por meio do programa Qualisaúde. Foi inaugurada neste sábado (21) a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Bangu, beneficiando os moradores do segundo subdistrito.

Com as diversas intervenções feitas no espaço, os pacientes terão à disposição um novo padrão de atendimento. O número de leitos passou de 20 para 33 e foi implantado sistema informatizado, com distribuição de senha eletrônica na recepção. Além disso, a unidade conta agora com separação dos espaços de atendimento de crianças e adultos. A UPA terá capacidade de atender até 20 mil pessoas por mês, entre pediatria e clínica médica. Haverá também atendimento odontológico.

“No final de 2016, o telhado desta unidade desabou e naquela oportunidade ela não foi reaberta. Nós herdamos esse prédio fechado, poderíamos reabrir de um dia para o outro, da forma que estava. No entanto, escolhemos fazer um plano ousado, com uma qualidade de saúde diferente. É um equipamento modelo, o padrão de excelência desta UPA é o que queremos levar para toda a cidade”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

A Prefeitura realizou também troca das redes hidráulica, elétrica e de gases (ar comprimido e vácuo). Houve ainda a implantação de uma base descentralizada do SAMU e a reabertura da farmácia 24h, para dispensação de medicamentos aos munícipes. Além disso, os espaços foram recompostos de forma a possibilitar maior funcionalidade entre os setores e acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. A rua Avaré, onde fica a UPA, foi totalmente recapeada por meio do programa Rua Nova.

Situação crítica - Um dos mais importantes equipamentos de saúde do município, o Pronto Atendimento Bangu sofreu com deterioração de sua estrutura nos últimos anos. A situação ficou crítica a ponto de oferecer risco à população, o que levou ao fechamento do equipamento em 2 de dezembro de 2016. Entre os diversos problemas encontrados estavam infiltrações, tubulações enferrujadas e portas de consultórios com buracos, o que prejudicava a privacidade dos pacientes que passavam por atendimento.

As obras realizadas pela Prefeitura transformaram o antigo Pronto Atendimento em UPA. Por determinação do prefeito Paulo Serra, o projeto original de reforma passou por alterações, com o objetivo de ampliar as intervenções e garantir uma modernização mais significativa do equipamento de saúde. Estas mudanças resultaram no aprimoramento do projeto original, levando a uma completa reformulação da unidade, que não estava prevista anteriormente.

“Muitos gestores públicos têm a visão de que o SUS é apenas para pessoas pobres e não prezam pela qualidade do atendimento. Felizmente em Santo André é diferente, porque aqui está sendo construído um sistema público de saúde para todos, e com qualidade. A inauguração desta UPA mostra que é possível fazer diferente, com todas as dificuldades”, afirmou o secretário de Saúde, Márcio Chaves. 

A obra custou R$ 5 milhões. Deste total, R$ 1,8 milhão é oriundo do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano. O Ministério da Saúde repassou R$ 517 mil para a ampliação da unidade e R$ 752 mil para compra de equipamentos.           

Texto: Tiago Oliveira     
Foto: Alex Cavanha/PSA

Última modificação emDomingo, 22 Abril 2018 02:39

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo