Logo 5 2017

 

Menu

Projeto ‘Verão no Parque’ tem início neste fim de semana com foodtrucks Destaque

Projeto ‘Verão no Parque’ tem início neste fim de semana com foodtrucks

Ação que visa ocupar os espaços dos parques públicos da cidade acontece em seis locais até março

Santo André, 4 de janeiro de 2018 – Os parques de Santo André terão novos atrativos a partir desse sábado (6). Seis parques da cidade farão parte do projeto “Verão no Parque” e passarão a contar, até dia 6 de março, com dezenas de foodtrucks, bikefoods e barracas, que venderão salgados, doces, gelados e bebidas. 

O Parque Central, na Vila Assunção, é o que oferecerá maior número de opções. Com 18 comerciantes no espaço, o local funciona das 6h às 20h e contará com barracas e foodtrucks que oferecem de hambúrgueres à sorvetes. Outro destaque é o Parque Celso Daniel, no bairro Jardim, que contará com 14 comerciantes. O espaço funciona das 6h às 24h e terá como diferencial bikefood e comércio de bolas e balões, além dos alimentos e bebidas.  Também terá comércio regularizado nos parques Antônio Pezzolo, na Vila Metalúrgica; Regional da Criança, no Jaçatuba; Parque da Juventude, no Jardim Ipanema; e Antônio Fláquer (Ipiranguinha), no Centro.

Além da venda de produtos, os parques continuarão com sua lista de programação de atividades gratuitas. Neste domingo (7), o Parque Central oferecerá aulas de yoga, das 9h às 10h. No dia 12, o Parque Regional da Criança recebe o evento Pra Brincar, com instalação da Geladeira do Projeto Livro Vivo.  Do dia 13 até dia 28, o Parque Celso Daniel receberá a exposição Mundo Artrópode, das 9h às 16h.

O projeto-piloto “Verão no Parque” visa ocupar os espaços dos parques públicos da cidade e atrair maior número de visitantes durante o verão. A ação funcionará em caráter experimental e visará a exploração dos parques municipais, no primeiro trimestre do ano, como forma de entretenimento e lazer para os munícipes, além de incentivar os comerciantes.  Vale ressaltar que somente foi permitido o credenciamento de pessoas físicas e jurídicas que comprovadamente exerçam atividades de comercialização de alimentos e bebidas não alcoólicas, de acordo com as especificações procedidas e que detenham documentação válida junto aos órgãos competentes.

 

Texto: Renan Muniz
Fotos: Julio Bastos/PSA

 

Ação que visa ocupar os espaços dos parques públicos da cidade acontece em seis locais até março


Santo André, 4 de janeiro de 2018 – Os parques de Santo André terão novos atrativos a partir desse sábado (6). Seis parques da cidade farão parte do projeto “Verão no Parque” e passarão a contar, até dia 6 de março, com dezenas de foodtrucks, bikefoods e barracas, que venderão salgados, doces, gelados e bebidas.

O Parque Central, na Vila Assunção, é o que oferecerá maior número de opões. Com 18 comerciantes no espaço, o local funciona das 6h às 20h e contará com barracas e foodtrucks que oferecem de hambúrgueres à sorvetes. Outro destaque é o Parque Celso Daniel, no bairro Jardim, que contará com 14 comerciantes. O espaço funciona das 6h às 24h e terá como diferencial bikefood e comércio de bolas e balões, além dos alimentos e bebidas.  Também terá comércio regularizado nos parques Antônio Pezzolo, na Vila Metalúrgica; Regional da Criança, no Jaçatuba; Parque da Juventude, no Jardim Ipanema; e Antônio Fláquer (Ipiranguinha), no Centro.

Além da venda de produtos, os parques continuarão com sua lista de programação de atividades gratuitas. Neste domingo (7), o Parque Central oferecerá aulas de yoga, das 9h às 10h. No próximo dia 12, o Parque Regional da Criança apresentará para as crianças o lançamento Livro Vivo - Para Brincar, das 10h às 16h. Do dia 13 até dia 28, o Parque Celso Daniel receberá a exposição Mundo Artrópode, das 9h às 16h.

O projeto-piloto “Verão no Parque” visa ocupar os espaços dos parques públicos da cidade e atrair maior número de visitantes durante o verão. A ação funcionará em caráter experimental e visará a exploração dos parques municipais, no primeiro trimestre do ano, como forma de entretenimento e lazer para os munícipes, além de incentivar os comerciantes.  Vale ressaltar que somente foi permitido o credenciamento de pessoas físicas e jurídicas que comprovadamente exerçam atividades de comercialização de alimentos e bebidas não alcoólicas, de acordo com as especificações procedidas e que detenham documentação válida junto aos órgãos competentes.


Texto: Renan Muniz
Fotos: Julio Bastos/PSA

Última modificação emSexta, 05 Janeiro 2018 14:14

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo