Logo 5 2017

 

Menu

Moeda Verde recebe mais de 200 kg de recicláveis

Moeda Verde recebe mais de 200 kg de recicláveis

No terceiro dia de troca no Núcleo dos Ciganos, volume de material entregue pela população aumenta

Santo André, 20 de dezembro de 2017 – Nesta quarta-feira (20), no terceiro dia do projeto Moeda Verde, que troca recicláveis por alimentos hortifrúti, o volume de material recolhido e entregue pelos moradores do Núcleo dos Ciganos superou a marca de 200 kg. Na primeira troca, foram 75 kg e, na segunda, 150 kg.

Ao entregar 5 kg de resíduos recicláveis ao Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), o morador leva para casa 1 kg de alimento fresco doado do Banco de Alimentos de Santo André. Nesta quarta-feira, as sacolas saíram cheias de manga, batata, espinafre, couve e beterraba.

O projeto Moeda Verde tem como objetivo sensibilizar os moradores da cidade, especialmente os que vivem em comunidades carentes, para a importância da separação dos resíduos úmidos e secos e do consumo consciente. Ele foi implantado como piloto no final de novembro no Núcleo dos Ciganos, em Utinga, onde vivem cerca de 800 famílias. O local abrigava o pior ponto de descarte irregular de resíduos da cidade, hoje já transformado em estacionamento.  Agora, o resíduo que sujava as ruas e poluía o ambiente segue para a reciclagem adequada.

Engrenagem do bem - De acordo com o prefeito Paulo Serra, que acompanhou a terceira troca, a ideia é expandir o projeto para outras comunidades. “É um projeto inovador e importante do ponto de vista da sustentabilidade e também do pertencimento, pois as pessoas passam a cuidar do local onde elas vivem. Aqui era o pior ponto de descarte irregular de lixo da cidade. Gastávamos R$ 300 mil por ano para sua limpeza. Hoje as pessoas trazem o lixo e saem com alimento de qualidade. É uma engrenagem do bem e, depois desse piloto, vamos levar para outras comunidades da nossa cidade para, além de criar uma nova consciência de cidadania, ajudar essas famílias que tanto precisam”, disse.

Por enquanto, o projeto foi implantado apenas para moradores da comunidade dos Ciganos. Além do alimento, o morador também pode trocar 1 litro de óleo de cozinha usado por 1 barra de sabão, confeccionada pelo Instituto Triângulo.  A próxima edição do Moeda Verde no Núcleo Ciganos será dia 10 de janeiro de 2018. 

Durante a troca de alimentos, a primeira-dama e presidente do Núcleo de Inovação Social, Ana Carolina Barreto Serra, entregou para as crianças da região 150 brinquedos e livros infantis arrecadados na Campanha do Núcleo de Inovação Social e 60 presentes doados pelo programa “Amigos da Praça Solidário”.

Última modificação emSexta, 05 Janeiro 2018 15:31

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo