Logo 5 2017

 

Menu

Em dois meses, caixas coletoras instaladas no Paço recolhem 22.500 bitucas de cigarro Destaque

Em dois meses, caixas coletoras instaladas no Paço recolhem 22.500 bitucas de cigarro

Após três recolhimentos, aproximadamente 10,5 kg de cigarro foram captados


Santo André, 15 de dezembro de 2017 – Instaladas desde o dia 23 de outubro no Paço Municipal de Santo André, em parceria com a empresa Poiato Recicla, as dez caixas coletoras de resíduos de cigarro tiveram sua terceira coleta feita na tarde desta sexta-feira (15). O projeto piloto chegou à marca de cerca de 22.500 bitucas depositadas em quase dois meses, o que equivale a 10,5 kg de resíduos reciclados. Inédita na região, a iniciativa faz com que as bitucas, muitas vezes descartadas no chão, tenham reutilização e sejam transformadas em celulose, matéria-prima do papel.

Cada cigarro tem cerca de 8.680 substâncias tóxicas. Segundo a Poiato Recicla, a cada duas bitucas descartadas na água, um litro é contaminado. Desta forma, só com a reciclagem feita no Paço de Santo André, foi evitada a poluição de aproximadamente 11.500 litros de água.

De acordo com o sócio-proprietário da Poiato Recicla, Gabriel Poiato, a adesão na cidade é considerada um exemplo. “Praticamente todos os coletores estavam lotados nesses 15 dias de intervalo entre uma avaliação e outra. Então deu para ver que os munícipes têm uma percepção legal por já estarem usando as caixas. Hoje coletamos 7.500 bitucas de cigarro, mas destacamos mais do que os resíduos, são mais de 7 mil atitudes conscientes feitas pelas pessoas, porque quem descarta corretamente o cigarro também terá a consciência para não descartar todos os outros fragmentos no chão”, disse Poiato.

O prefeito Paulo Serra ressalta que o projeto demonstra o interesse da cidade em questões socioambientais. “Os coletores foram colocados em locais estratégicos no Paço, eles ficam em frente ao prédio do Administrativo, do Legislativo e do Judiciário, além de uma caixa no ponto de ônibus e uma na frente dos correios. Ter como resultado a coleta de uma quantidade expressiva de bitucas de cigarro nos mostra que está surtindo efeito a conscientização que vem sendo feita e que aos poucos estamos voltando a ser referência quando o assunto é meio ambiente”, disse o prefeito.

O projeto funciona a custo zero para os cofres públicos. Em um primeiro momento, em fase de teste, os coletores estarão fixados por 90 dias, mas a expectativa é que o prazo seja renovado. As bitucas de cigarro depositadas nos dez equipamentos em Santo André serão transportadas para uma usina de reciclagem em Votorantim. Por lá, o material é pesado, reciclado e transformado em celulose. A massa celulósica produzida pela empresa é destinada para a Oficina de Artes Visuais Poiato Recicla – SESI, para produção de polpa e posteriormente em papel artesanal com finalidade educativa. A estimativa da empresa é que com, entre 35 a 50 bitucas de cigarro, seja possível produzir uma folha de papel do tipo A4.

O projeto piloto feito em parceria com a Poiato Recicla é uma iniciativa da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, ao lado da secretaria de Meio Ambiente. A intenção da administração é que posteriormente mais lixeiras coletoras sejam instaladas na cidade em pontos comerciais, como a rua Coronel Oliveira Lima.


Texto: Renan Muniz
Fotos: Ricardo Trida/PSA

Última modificação emSexta, 15 Dezembro 2017 18:03

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Cidadão

Servidores

Empreendedor