Logo 5 2017

 

Menu

Aulas de Zumba sentada movimentam manhãs de pacientes com restrições

Aulas de Zumba sentada movimentam manhãs de pacientes com restrições Júlio Bastos/ PSA

 Atividade adaptada acontece toda quinta-feira, a partir das 8h, no Parque Escola, localizado na Rua Anacleto Popote, 46, Valparaíso

Santo André, 21 de setembro de 2017 - Aulas animadas, com música, dança e muito movimento pareciam estar longe de fazer parte da realidade da aposentada Toshiko Fukunishi, de 78 anos. A moradora do bairro Valparaíso sofre de dores intensas no joelho, que a impedem de fazer muito esforço. Mas graças à iniciativa da médica de família, Diana Brana, Toshiko e cerca de outros 30 participantes puderam incorporar às suas rotinas atividade física, por meio da Zumba sentada. “Participo desde que começou o grupo. Gosto de atividade física e como eu uso bengala, a Zumba sentada calhou para mim. Eu comecei a me sentir mais disposta o dia inteiro e então não perco uma aula sequer”, comentou Fukunishi.

A Zumba é um programa de exercícios aeróbicos, que vem se popularizando pela alta perda calórica que uma aula oferece. No caso do exercício adaptado pela funcionária da rede municipal de saúde e instrutora certificada, o que chama a atenção são outros benefícios: estímulo à coordenação, memorização e recuperação da auto-estima. “O grupo Reabilitando começou há um ano, com o objetivo de atender a demanda de pacientes com alguma limitação, cadeirantes, pessoas que sofreram AVC ou com problemas físicos nos membros inferiores”, explica Brana.

A médica ainda chama a atenção para a grande procura pelos exercícios por idosos. “No caso das pessoas mais velhas, alguns familiares têm receio de que os idosos façam alguma atividade e se machuquem, mas é aí que está o perigo. À medida que o corpo envelhece, se não há estímulos ou trabalho para recuperar força e massa muscular, eles vão perdendo a capacidade de fazer coisas cotidianas e é quando aumenta o risco de queda. Então todo movimento aqui tem um objetivo e simula atividades que eles fazem em casa, até mesmo pentear o cabelo”.

A aposentada Maria Angélica Pereira, de 82 anos, sofre de artrose do joelho, doença de natureza inflamatória e degenerativa das articulações. Ao iniciar o grupo, procurando trazer benefícios físicos e de uma maneira que ela poderia acompanhar, ela não esperava que também fosse sentir os benefícios na saúde emocional. “Nessa idade com a aparição de certos problemas é complicado. As aulas melhoraram muito minha autoestima. A gente termina as aulas aqui abraçando umas as outras”, disse Pereira.

O grupo Reabilitando também é acompanhado por outro grupo de residentes multiprofissionais da Faculdade de Medicina do ABC. Formado por profissionais das áreas de Farmácia, Nutrição, Terapia Ocupacional, Enfermagem e Fisioterapia, o projeto aproveita a presença da turma da Zumba para estimulação cognitiva, recuperando por meio de jogos lúdicos a capacidade de memorização, coordenação motora, realização de cálculos, orientações sobre o consumo de determinados alimentos e outros temas relacionados às áreas de formação das residentes.

A Zumba sentada acontece toda quinta-feira, a partir das 8h, no Parque Escola, localizado na rua Anacleto Popote, 46, Valparaíso. Os interessados podem procurar a turma para fazer uma aula experimental e passar por uma breve avaliação.

Bianca Fontes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Cidadão

Servidores

Empreendedor