Logo 5 2017

 

Menu

Unidades de Saúde em Santo André voltam a ter medicamentos nas farmácias Destaque

Unidades de Saúde em Santo André voltam a ter medicamentos nas farmácias Ricardo Trida/ PSA

Abastecimento de remédios foi retomado após Prefeitura negociar e saldar dívida herdada com os fornecedores, que somava R$ 7 milhões; previsão é que situação esteja totalmente normalizada até o final do mês

Santo André, 11 de maio de 2017 – A Prefeitura de Santo André começou a retomar o abastecimento de medicamentos nas unidades de saúde, após negociar e saldar dívida herdada com seus fornecedores. A dívida deixada pela gestão anterior somava R$ 7 milhões e fez com que empresas parassem de fornecer os itens ao município.

A regularização do abastecimento beneficiou moradores como o aposentado Angelo Buratim, de 67 anos, que há um mês tentava sem sucesso obter medicamento e resolveu retornar mais uma vez nesta manhã na farmácia da Unidade de Saúde da Família (USF) Jardim Irene. “A minha reserva de remédios ia acabar nesta semana”, contou. Para a surpresa do aposentado, desta vez, saiu com os remédios para tratamento de pressão alta dele e de sua esposa em mãos.

“Nós assumimos a administração com uma crise na Saúde muito grande. Não dá para resolver tudo da noite para o dia, mas as questões emergenciais para garantir o mínimo nós estamos fazendo, já que nem isso eles tinham ultimamente. Nós começamos a diminuir a fila de espera por consultas com o mutirão e com a aprovação e adesão das empresas ao Saúde Fila Zero e agora estamos resolvendo o problema dos medicamentos. 50% dos remédios voltarão a estar disponíveis nas unidades e nós esperamos que até o fim do mês a situação esteja normalizada”, explicou o prefeito Paulo Serra, durante visita à USF Jardim Irene. A visita faz parte da agenda de vistorias em unidades de saúde realizadas pelo prefeito, que incluiu ainda a UPA Jardim Santo André nesta quinta-feira.

No início do ano, o prefeito e a secretária de Saúde, Ana Paula Peña Dias, visitaram o almoxarifado central da saúde. Durante a visita, o setor de psicotrópicos, por exemplo, foi encontrado com menos de 10% de abastecimento, tudo por conta de uma paralisação no fornecimento no final do ano passado, ocasionada por problemas de pagamento. Dos medicamentos da Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remume), 238 itens estavam sem contrato e sem andamento de processo de contratação, ou seja, um desabastecimento de 63% dos medicamentos da cidade. A credibilidade do Executivo estava tão baixa com os fornecedores que a Pasta fez três tentativas de licitação para compra de medicamentos nos últimos meses e não houve empresa interessada, por conta do histórico de inadimplência do município.

Entre os medicamento entregues hoje nas unidades estão os que apresentavam maior procura, como Amoxicilina, Captopril, Ibuprofeno, Losartana e Omeprazol. A maioria para tratamento de hipertensão, doença que se não controlada pode levar ao infarto.

entrega de medicamentos jardim irene 3

Remume – Além de saldar os restos a pagar, a Secretaria de Saúde revisou e enxugou a Remume. Ainda neste mês, publicará a nova lista de quase 500 itens, que terá agora 275. Para a secretária da Pasta, a ação “é fundamental para adequar a relação ao que preconiza o Ministério da Saúde por meio do Rename (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais) e garantir aquilo que de fato é essencial para tratamentos e excluir medicamentos e compostos que não tem eficácia comprovada e que geram altos gastos para os cofres públicos”.

A adequação da relação representará uma economia de R$ 6 milhões por mês. Além disso, a antiga lista do município possui vários itens a mais que a dos municípios vizinhos, o que fazia com que moradores de outras cidades viessem retirar medicamentos na rede andreense, sobrecarregando-a. A nova lista será disponibilizada em uma cartilha para a população, bem como para o profissionais que atuam no município, além de publicada nos Atos Oficiais.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santo André

Bianca Fontes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo