Logo 5 2017

 

Menu

Polícia Civil, Acisa e Prefeitura lançam campanha de combate à violência contra a mulher

Polícia Civil, Acisa e Prefeitura lançam campanha de combate à violência contra a mulher Ricardo Trida/PSA

Centrais de comunicação que funcionarão 24 horas serão interligadas com outros 38 municípios, utilizando um moderno sistema de dados

Santo André, 25 de abril de 2017 – A Polícia Civil, a Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André) e a Prefeitura de Santo André, lançaram nesta terça-feira (25), no Teatro Municipal, a campanha ‘Não Ignore a Violência Doméstica, Denuncie’. Na ocasião uma campanha publicitária e um moderno canal de comunicação para vítimas de violência serão disponibilizadas em todas as seccionais dos 38 municípios que o Demacro (Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo) representa.

A delegada Adrianne Mayer Bontempi, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santo André, destacou o trabalho inovador que será desenvolvido no combate à violência contra a mulher. “Sabemos da realidade da sociedade e a polícia está atenta à realidade e não mede esforços para trazer ferramentas para este combate. Com a implementação destas centrais de comunicação que funcionarão 24 horas, teremos um atendimento mais ágil, já que um policial civil capacitado repassará os dados para um moderno sistema, o Demacro Praxis, para que sejam transmitidos para a delegacia de defesa da mulher mais próxima".

Este sistema se interliga também com os serviços Disque 100 e 180, com dados mais completos em tempo real para a DDM de Santo André, com foco na proteção da mulher e seus familiares. A Polícia Civil destacou que realizou nos últimos dois anos 3.600 prisões de agressores e mais de 900 mandados de prisão preventiva para estes casos, além de outros 3.500 pedidos de medidas protetivas para as vítimas.

O prefeito Paulo Serra frisou que campanhas como esta são, de forma prática, instrumento eficazes de combate à violência contra as mulheres. “Quando assumimos tivemos um choque de gestão com a fusão da Secretaria de Politicas para as Mulheres para uma Secretaria de Cidadania. Na ocasião ouvimos que seria um retrocesso dos direitos, mas acreditamos que medidas protetivas não devem ser limitadas a um órgão meramente burocrático, cujo custeio onerava os cofres públicos. De uma maneira prática, como a mostrada aqui, avançamos neste sentido”, apontou Serra.

Serra complementou ainda sobre a participação da mulher em seu governo. “Temos o maior primeiro escalão composto por mulheres da história do secretariado da cidade, com 52% de mulheres neste posto e que tem 60% do orçamento comandado por elas”, complementa.

O telefone para denúncias é o 4423-1357, com funcionamento diuturno.

Fotos: Ricardo Trida - PSA

Última modificação emQuarta, 26 Abril 2017 00:13

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo