×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 2259

Logo 5 2017

 

Menu

Promotoras Legais Populares orientam vítimas de violência doméstica

Quinta turma do curso foi composta por 20 alunas Quinta turma do curso foi composta por 20 alunas Beto Garavello/PSA

 

Novo grupo atuará na região do Jardim Santo André

Santo André, 26 de novembro de 2015 – Com a missão de orientar, esclarecer dúvidas sobre direitos e encaminhar mulheres que sofrem agressão física ou psicológica para a rede de atendimento do município, vinte mulheres da região do Jardim Santo André concluíram a quinta edição do curso de Promotoras Legais Populares. A formatura aconteceu nesta quarta-feira (25), Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, no Cesa Jardim Santo André.

“ O curso de Promotoras Legais Populares visa estimular a atuação das mulheres em defesa da sua autonomia e de seus direitos, com o fortalecimento da organização e participação das mulheres na sociedade”, disse a secretária de Política para Mulheres, Silmara Conchão. Para isso, as alunas aprendem sobre temas como a Lei Maria da Penha, a função dos três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário, o acesso ao Direito e à Justiça: Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia e Juizados, o Estatuto da Criança e do Adolescente e a violência obstrética.

Agente de saúde desde 2008, Samyra Costa Soares, de 50 anos, considera que encontrou no curso informações muito importantes não só para o seu trabalho, mas também para a vida pessoal. “ No trabalho convivo dia a dia com situações de violência. Mas antes do curso eu sabia que havia uma rede de serviços, como o Vem Maria, mas não tinha a propriedade que tenho agora para dar informações sobre os direitos e encaminhar as mulheres para o melhor atendimento”, destacou.

A ideia é que as promotoras atuem nas comunidades da região onde moram e onde encontrem mulheres que necessitem de ajuda.”Eu já presenciei situações de violência doméstica e ainda bem que pude agir para evitar que o pior acontecesse”, conta Luiza Cerqueira, de 43 anos, que também se forma hoje. A experiência fez com que ela tivesse a vontade de buscar mais informações “Quero estar preparada para saber como ajudar as mulheres nas horas difíceis”, acrescentou. Luiza é socorrista, trabalha com prevenção de acidentes. Destaca que o curso trouxe ainda informações que ela desconhecia, como quais os benefíceis que as pessoas em vulnerabilidade podem ter assesso.

Além desta, quatro outras turmas de promotoras legais populares já concluíram o curso, num total de 136 mulheres.

A respeito de Santo André

A Vila de Santo André da Borda do Campo foi fundada em 8 de abril de 1553 e extinta em 1560. A localidade passou a ser parte do município de São Paulo e apenas em 1889 é que a região passou a ter um município com nome de São Bernardo. Este abrigava todo o ABC, e com a transferência de sede em 1939 passou a ser denominado Santo André. Este nome permaneceu, e após diversas emancipações de distritos, em 1953, o município de Santo André passou a ter a área atual de 174,38 km².

Localiza-se no ABC paulista (Região Metropolitana de São Paulo), distante 18 km da Capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo econômico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

Conforme último Censo, divulgado em 2010, com estimativa para 2014, Santo André possui 707.613 habitantes. No ano de 2012, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 18,085 bilhões, sendo o 32º maior do País e o 12º maior entre as cidades do Estado de São Paulo. O orçamento previsto para 2015 é de R$ 3,178 bilhões.


Mais informações para a imprensa
Paola Zanei – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(11) 4433-0133

Última modificação emQuinta, 26 Novembro 2015 10:41

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo