Logo 5 2017

 

Menu

Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba – Ecoturismo:

  • Escrito por Prefeitura de Santo André

nascentes-do-paranapiacaba

Logotipo 10 Anos - Parque Natural Nascentes de ParanapiacabaO Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba é uma Unidade de Conservação (UC) Municipal, de proteção integral, com uma área total de 400 hectáres e conserva uma importante remanescente de Mata Atlântica no entorno da histórica vila inglesa de Paranapiacaba, no município de Santo André, Estado de São Paulo.

Atualmente o Parque possui 10 anos de história. Criado pelo decreto Municipal nº 14.937 de 05 de Junho de 2003, o Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba tem como objetivo proteger a paisagem natural, destacando os contrafortes da Serra do Mar, as nascentes formadoras do Rio Grande, além de contribuir com a valorização do patrimônio histórico nacional “Vila de Paranapiacaba.”

A Unidade de Conservação localiza-se ao redor de mais duas UCs, a Reserva Biológica do Alto da Serra de Paranapiacaba e o Parque Estadual da Serra do Mar, contribuindo na formação de um extenso corredor ecológico voltado a preservação e sustentabilidade da Mata Atlântica, integrante à área tombada como Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Pela proximidade da Serra do Mar, por seu clima, com a neblina típica, e pelas sua belezas naturais, o Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba possui potencial para atividades voltadas para o uso público, como esportes na natureza, caminhadas em trilhas, estudo de meio, interpretação, recreação e educação ambiental.

Atualmente o parque possui cinco trilhas abertas a visitação e dois Núcleos de Interpretação Ambiental.

  

Núcleos de Interpretação Ambiental: Olho d’água e Tanque do Gustavo

Olho d’água

olho-dagua

O Olho d’água é uma área de interpretação ambiental que possui duas trilhas para caminhadas: a Trilha das Hortênsias e Trilha dos Gravatás.

No local o visitante poderá conhecer a integração entre a engenharia inglesa e a natureza. O sistema de abastecimento de água foi construído juntamente com a Vila Martin Smith. A água é coletada diretamente nas nascentes e atualmente abastece a parte baixa da Vila de Paranapiacaba.

Na época da construção parte do sistema abastecia as máquinas do sistema funicular e outra parte era destinada para o abastecimento das casas.


Tanque do Gustavo

tanque-gustavo

Neste outro Núcleo de Interpretação Ambiental é possível conhecer o sistema de abastecimento de água das máquinas do sistema funicular.

Atualmente a água abastece a Parte Alta da Vila de Paranapiacaba.

O nome Tanque do Gustavo foi atribuído em homenagem ao alemão Gustavo Hartmann, empreenteiro da SPR que construiu o reservatório.

 


Trilhas:

placa

 

1. Trilha das Hortências
Possui 325m de extensão e pode ser percorrida em aproximadamente 30 minutos. É considerada de grau médio de dificuldade devido sua declividade (de 15º a 20º) . Nela, o visitante pode observar plantas ormanentais exóticas, como a hortência, se origem asiática, alem de conhecer o tratamento dado à água que abastece a parte baixa da Vila.


2. Trilha dos Gravatás

Possui 389m de extensão e pode ser percorrido em aproximadamente 30 minutos. É considerada de grau fácil de dificuldade, possuindo declividades de até 15º. Percorre-la é um passeio bastante agradável em virtude da sombra das copas das árvores.


paranapiacaba-trilha-da-pontinha

 
3. Trilha da pontinha:
Acompanha o percurso do rio Grande, possuindo aproximadamente 1090m de extensão com 1h de caminhada. Tem início na estrada de Paranapiacaba e fim na via de manutenção para o Tanque do Gustavo.


A caminhada é fácil (declividade de 15º) e pode-se apreciar parte do antigo sistema de abastecimento de água da 5 máquinas fixas do segundo sistema funicular, que atualmente abastece parte da parte Alta da Vila.

 

 

 

 

trilha-mirante

 

4. Trilha do Mirante:
Acompanhando a encosta da serra, por dentro da mata, a trilha de possui cerca de 1.185m de extensão que podem ser percorridos em aproximadamente 1h. Possui grau fácil de dificuldade e declividade de até 15º.

O principal atrativo é o mirante, que está cerca de 1.000 km de altitude, no limite com o Parque estadual da Serra do Mar, núcleo Itutinga-Pilões, possibilitando a visão da Baixada Santista e do mar, do complexo rodoviário Anchieta-Imigrante e o pólo industrial de Cubatão.


trilha-comunidade
5. Trilha da Comunidade:

Partindo do final da trilha da Água Fria e com 1.569 m de extensão, esta trilha dá acesso à um dos pontos mais altos do Parque, podendo ser percorrida em aproximadamente 2h.

É uma caminhada difícil, com desnível de 276 m e declividade acima de 30º, durante e qual pode-se observar bromélias e orquídeas. No alto do morro, encontram-se ruínas que dizem se tratar de uma antiga comunidade alternativa da década de 1970. Pelo local, passa a divisa de três municípios: Santo André, Santos e Mogi das Cruzes.

Funcionamento do Parque
O Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba conta com três locais onde é feito o controle de entrada e saída de pessoas: Guarita da Estrada do Taquarussu, Guarita da Pontinha e Guarita da Estrada da Bela Vista.

O Parque é aberto à visitação pública de terça a domingo, das 9h às 16h. As visitas só podem ser realizadas com o acompanhamento de monitores cadastrados.

O Parque também conta com um Centro de Visitantes, localizado na Rua Direita, 371, próximo ao Núcleo de Interpretação Ambiental Núcleo Olho d’água.


Centro de Visitantes do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba

CV Parque EM 28

O Centro de Visitantes, além de ser um espaço de recepção aos turistas, possui dependências com equipamentos que permitem ao visitante ter uma visão geral do Parque por meio de maquetes e fotos.
Além disso, há exposições temáticas, jogos interativos e sala de treinamento, que é utilizada para aperfeiçoamento dos monitores ambientais e desenvolvimento de cursos com a comunidade local.

Especificamente nos trabalhos de monitoria com a comunidade escolar, o Centro representa um suporte pedagógico para sensibilizar os alunos em relação a determinados temas, como a biodiversidade da Mata Atlântica e a importância da preservação das nascentes que o Parque abriga.

Cidadão

Servidores

Empreendedor