Logo 5 2017

 

Menu

Turismo Pedagógico e de Estudos

  • Escrito por Super User
  • Categoria: Portal de Turismo
  • Acessos: 4168

Definição MTUR
“Turismo de Estudos e Intercâmbio constitui-se da movimentação turística gerada por atividades e programas de aprendizagem e vivências para fins de qualificação, ampliação de conhecimento e de desenvolvimento pessoal e profissional” Marcos Conceituais – MTUR.

Introdução
O objetivo do Turismo Pedagógico é maior que a simples viagem, mas torná-la peça chave no aprendizado de disciplinas e conteúdos complexos ao entendimento, que podem ser de fácil observação e integração se vistos ou vividos no próprio meio. Portanto, o envolvimento, a utilização de diretrizes pedagógicas e planejamento pedagógico são fundamentas para formular um projeto de atividade pedagógica extra classe que apresente mais que atrativos, mas sim que a oportunidade de fazer com que o aluno viva o que está aprendendo.
São muitas as razões encontradas para que o conhecimento pedagógico estabeleça relações com a atividade turística. Em primeiro lugar cabe salientar que a educação, desde suas origens, sempre esteve ligada as diversas situações que surgiram em cada momento histórico.

EMIA – Escola Municipal de Iniciação Artística

A Escola Municipal de Iniciação Artística - EMIA Aron Feldman, é um equipamento do Departamento de Cultura, (SCELT) da Prefeitura de Santo André, instalado em um casarão do Parque Regional da Criança e que desenvolve atividades culturais e pedagógicas ligadas à linguagens artísticas. A proposta é que crianças a partir de cinco anos de idade, adolescentes e adultos tenham acesso às práticas de linguagens artísticas, através de cursos, encontros, exposições e apresentações. Atualmente são oferecidas onze oficinas para crianças (de cinco a onze anos) e treze destinadas a adolescentes e adultos.

Endereço: Parque Regional da Criança Estremilique – Av. Itamarati, 536 – Parque Jaçatuba.
Telefone: (11) 4479-2744
Horário de Funcionamento: De Terça a Sexta, das 9h às 16h30 e de Sábado, das 10h à 15h.

Sabina - Escola Parque do Conhecimento
Sabina é muito mais do que um grande espaço destinado à exposição de equipamentos, instrumentos científicos e obras de arte, é um lugar onde o visitante interage, reconhecendo ou não, algo familiar ao seu repertório cultural. Sabina é a concretização material de uma idéia pedagógica que transcende o ensino formal e responde a um dos maiores desafios da educação contemporânea.
Alcançar o saber de forma dinâmica, onde os alunos participem do processo permanente da construção de conhecimentos e crie oportunidades para que os diferentes percursos de aprendizagem se entrecruzem além do cotidiano escolar, de forma prazerosa e lúdica. E dentro desse objetivo, promove a ampliação dos conhecimentos trabalhados pela escola, o estímulo à cultura científica e artística, o despertar da curiosidade e do questionamento do aluno e da reciclagem dos educadores.

Link do Sabina: http://www2.santoandre.sp.gov.br/index.php/sabina-e-planetario

Parque Escola
O espaço, de 50 mil metros quadrados, criado em 1997 para promover a educação ambiental, além de permitir aos visitantes o contato com a natureza, é fonte de informações sobre biologia, botânica e reciclagem. Por isso, o agendamento de visitas monitoradas por escolas é uma das principais atividades realizadas, por causa das diversas coleções de plantas nativas e exóticas e construções baseadas em reaproveitamento de materiais e sustentabilidade.
O Parque Escola tem ainda cactário, como é conhecido o espaço dedicado ao cultivo de plantas que vivem sob o clima seco, viveiro de plantas carnívoras, com nove espécies, como a Nephente e a conhecida Dionaea, uma coleção de sementes e frutos secos, horta de plantas medicinais orquidário e bromeliário.
No Parque Escola, há ainda estufa para a criação em ambiente controlado de várias plantas, bem como orquidário e bromeliário. Uma visita de escola costuma durar em média duas horas e 30 minutos, e tem o acompanhamento de educador ambiental.
O Parque tem também pista de caminhada e intensa programação de cursos na área de botânica, artesanato e qualidade de vida. A programação de cursos e palestras pode ser conferida no WWW.santoandre.sp.gov.br .

Endereço: Anacleto Popote, 46 - Val Paraíso, Santo André
Telefone: (11) 4438-1758
Horário de Funcionamento: De Segunda a Sexta, das 8h às 17h e as Sábados das 8h às 12h.

Escola Livre de Cinema e Vídeo

A Escola Livre de Cinema e Vídeo de Santo André trabalha com recursos digitais e com produção de baixo orçamento. Estamos voltados para uma vivência prática e artística desta linguagem através de um cronograma pedagógico que oferece visões diferenciadas e, ao mesmo tempo, complementares sobre todas as áreas do fazer cinematográfico. Para atendermos e incentivarmos os diferentes perfis estéticos que surgirem durante o processo de estudos, descobertas, reflexões, pesquisas e experimentações da turma, a elaboração do quadro de disciplinas e a criação de oficinas e workshops, paralelas ao curso de formação, são selecionadas a partir do diálogo entre alunos e coordenação.
A Escola Livre de Cinema e Vídeo possui os cursos de Roteiro, Direção, Fotografia e Iluminação Cinematográfica, Sonoplastia, Produção, Direção de Arte e Assistência de Direção - com duração de seis semestres, sendo os dois últimos semestres de acompanhamento de projetos.
Texto de introdução

Endereço: Av. Utinga, 136 - Vila Metalúrgica
Telefone: (11) 4997-2155

Escola Livre de Dança

O Centro de Dança é um equipamento do Departamento de Cultura da Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo de Santo André. Possui biblioteca e videotecas especializadas em dança e oferece cursos diversos para várias faixas etárias. Está em funcionamento desde 2000 e atualmente conta com cerca de 400 alunos. O Centro de Dança/ Escola Livre de Dança foi reconhecido como um dos seis melhores projetos em âmbito nacional pelo Ministério da Cultura na 2ª edição do Prêmio Cultura Viva (2007).
Apesar do Centro de Dança atender um público heterogêneo, não perdeu, em seu planejamento, o foco principal que está centrado na formação e na dança contemporânea. Com isso, não descartamos outros segmentos da dança nem público diversificado.

Endereço: Rua Eduardo Monteiro, 410 – Jardim Bela Vista
Telefone: (11) 4438-5021


Escola Livre de Teatro

A Escola Livre de Teatro (ELT) foi implantada em 1990. Maria Thaís, pesquisadora e diretora teatral, foi quem estruturou e dirigiu o projeto em sua fase inicial (1990-1993). A escola é um centro de pesquisa incentivador do processo de experimentação de linguagens teatrais de acesso público e gratuito, cujo centro é a formação do artista-cidadão através de uma prática de natureza coletiva, formação esta que não se encerra com o fim de sua passagem pela escola. Embora o objetivo da Escola seja o de facilitar processos criativos, antes de gerar produtos, há um pressuposto de grande relevância para o processo pedagógico, que coloca professores e alunos diante do desafio de aulas abertas, exercícios cênicos e espetáculos.
Localizada no Teatro Conchita de Moraes, abriga uma média de 250 aprendizes, adolescentes e adultos com idade de 16 anos em diante, voltada a principiantes e pessoas interessadas em um processo de inserção por entre os expedientes da linguagem, em ampliação de seus conhecimentos ou complementação curricular.

Endereço: Teatro Conchita de Moraes - Praça Rui Barbosa, s/n.º - Santa Terezinha
Telefone: (11) 4996-2164

Turismo Industrial

  • Escrito por Super User
  • Categoria: Portal de Turismo
  • Acessos: 3950

Definição MTUR

A definição a seguir pode aplicada ao Turismo Industrial.
“A roteirização é importante no desenvolvimento das atividades turísticas de uma região, porque auxilia o processo de identificação, elaboração e consolidação de novos roteiros turísticos e, além disso, tem como função apontar a necessidade de aumento dos investimentos em projetos já existentes seja na melhoria da estrutura atual, seja na qualificação dos serviços turísticos oferecidos. A construção de parcerias é um dos focos do processo de roteirização.”.


Introdução

Empresas de países desenvolvidos, como França, Japão e EUA, praticam desde a segunda metade do século passado o chamado Turismo Industrial. O termo refere-se ao ato dos empreendedores abrirem suas instalações para grupos de pessoas interessadas em conhecer a estrutura das unidades produtivas, a forma de produção e a tecnologia empregada.
As visitas são sistematizadas através de um roteiro específico, com dias e horários agendados. Os empresários criam espaços onde os turistas podem circular dentro das unidades, conhecendo o processo produtivo, sem afetar a produção ou, até mesmo, machucar-se. Há um ou mais guias, que além de mostrarem as instalações das empresas, contam a história dos empreendimentos, abordando o início e a situação do momento.
Para empresas que têm muito tempo de atuação, uma das ações que a valorizam o roteiro interno é a criação de um pequeno museu. O local deve guardar, por exemplo, imagens de pessoas, como as de seus fundadores e até equipamentos antigos de produção. Assim, os visitantes percebem a evolução da empresa e visualizam o crescimento do negócio, o que posiciona o empreendimento como uma organização de sucesso.
Ao final das visitas, fortalece-se a marca das empresas através da comercialização de algo que lembre os empreendimentos. Camisetas, bonés, chaveiros, produtos etc. Pode-se montar um ponto de alimentação, com lanches rápidos, o que melhora as condições de recebimento dos turistas, aumentando o faturamento dos negócios. A grande maioria das empresas não cobra a entrada dos turistas em suas instalações, já que o interessante é promover as marcas perante os visitantes.
Para incrementar as atividades de Turismo Industrial, os empresários devem estabelecer parcerias com empreendedores do mesmo segmento e setores diferentes, empresas públicas e privadas que realizam o desenvolvimento do turismo e da economia local, instituições de ensino profissionalizante e acadêmico, bancos etc. Inserir o turista dentro de um roteiro maior de visitação é o que motiva um turista a se deslocar até a região de um determinado negócio.
O fundamental do Turismo Industrial é ter bons produtos, processos bem definidos, uma história para contar e souvenires para comercializar. Grupos de idosos, crianças e pessoas interessadas formam as grandes demandas para este tipo de turismo.
No Brasil, a Serra Gaúcha é um bom exemplo de Turismo Industrial. Com a estrutura já existente, como: hotéis, festas locais, restaurantes típicos e pontos turísticos, as empresas faturam e promovem o desenvolvimento da economia da região. Municípios como Caxias do Sul, Farroupilha, Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa, Canela, Gramado e Nova Petrópolis recebem cada vez um número maior de visitantes interessados em conhecer, principalmente, as vinícolas e as unidades produtivas de chocolate. Restaurantes, farmácias, lojas e muitos outros empreendimentos saem ganhando. Portanto, empresários e seus colaboradores, do mesmo setor ou não, têm uma única linguagem.
Empresas e regiões focadas no Turismo Industrial são mais competitivas e alcançam o sucesso mais facilmente, pois há uma maior geração de emprego e renda.


Turismo Industrial em Santo André

Santo André reúne muitos atrativos a investidores. A cidade integra um grupo seleto de municípios brasileiros que contribui ativamente para o crescimento da economia do país a partir do final do século XIX.
Com uma área de 174,38 Km², conta atualmente uma população de 678,486 habitantes distribuídos em 239.634 domicílios. Possui uma economia madura, moderna e diversificada.
A cidade está localizada no Grande ABC Paulista, região que faz divisa com a capital paulista e abriga sete municípios com um vigoroso pólo produtivo industrial, comercial e de serviços.
Santo André se destaca como uma das cidades mais atraentes para receber novos investimentos. Além da ferrovia que liga a região ao Porto de Santos, a chegada do trecho sul do rodoanel em 2010, o aumento da produção do setor petroquímico e de gás derivado dos investimentos no pré-sal, programados até 2020, e as ações proativas para a implantação de um Parque Tecnológico, colocam a cidade em posição de destaque para receber investimentos e aumentar a produção do seu pólo petroquímico, atrair novas empresas do setor de logística e desenvolver novas tecnologias fomentando o desenvolvimento da indústria do conhecimento.
Santo André investe no fomento ao Turismo Industrial considerando seus aspectos históricos, culturais, econômicos e sociais ligados ao segmento, entrando assim neste nicho de mercado promissor baseado em outras experiências exitosas pelo mundo afora. Além disso, a cidade e a região do Grande ABC foram protagonistas de importantes movimentos dos trabalhadores das indústrias que marcaram a recente história do Brasil. Líder destes movimentos na década de 1970, Luis Inácio Lula da Silva, tornou-se mais tarde o primeiro presidente operário do Brasil. Santo André abriga ainda, por exemplo, a primeira sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), localizada na Praça Kennedy.
Aproveitando todo este potencial, o Departamento de Turismo formata uma proposta de Roteiro Industrial ousada que intenciona a inclusão do Parque Tecnológico da cidade.


Indústrias
Apesar da mudança de perfil econômico sofridas pelo município nas ultimas duas décadas, saindo da supremacia do setor industrial para o setor de serviços. Santo André ainda preserva indústrias nacionais economicamente relevantes como a Solvay/Rhodya, Braskem e Bridgestone, além delas existem também pequenas indústrias ou as chamadas “industrias artesanais”, essas produzem itens até mesmo para exportação, como é o caso da empresa Sigma que produz artesanalmente carros de alta performance (cerca de 6 a 8 carros/ano), participa de feiras internacionais do ramo automotivo e já iniciou o processo de importação para os Estados Unidos da América.
Boa parte das grandes industrias já possui um estrutura mínima para a realização de visitas internas, - como é o caso da Solvay/Rhodya Unidade Têxtil. No entanto, faz-se necessário a sensibilização, captação e organização do setor para o roteiro turístico, entendo e preservando sua capacidade de carga e política interna.
O território a ser roteirizado compreende inicialmente o município de Santo André podendo, a partir de parcerias entre o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, a Prefeitura de Santo André e grupos gestores, se tornar um roteiro turístico de maior sunto e projeção.
Considerando que a elaboração encontra em fase inicial de roteirização e seu potencial, pretendemos abordar as áreas industriais químicas, têxteis, automobilísticas e artesanais, podendo ser ampliado de acordo com a adesão das demais indústrias.
Iniciou-se no segundo semestre de 2013 o dialogo com as principais industriais da cidade a fim de apresentar a proposta de elaboração de um roteiro industrial a se comercializado e oferecido aos nichos de mercado existentes no município, no caso, os “turistas/visitantes” de negócios, eventos, pedagógico e cientifico.
Ao relacionar os fatores de oferta e demanda para o roteiro iniciamos a formação de um grupo gestor do roteiro industrial composto pelo Departamento de turismo (Secretaria de Cultura e Turismo), pelo Departamento de Geração Trabalho e Renda (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Trabalho), COMTUR – Conselho Municipal de Turismo de Santo André e possivelmente a Universidade Federal do Grande ABC. Assim que firmado o grupo gestor se iniciará a construção do planejamento estratégico para implantação do Roteiro de Turismo Industrial.


Indústrias Metalmecânico
O Arranjo Produtivo Local é produto de um convênio entre a Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC e o SEBRAE-SP que tem como objetivo o fortalecimento e a geração de negócios entre micro, pequenas e médias empresas do setor metalmecânico, instaladas na Região do Grande ABC.

Indústrias de Plásticos
Fiesp, Sebrae-SP, Quattor e o Banco Mundial (IFC), juntamente com a Agência do Grande ABC, integram o Comitê Gestor do projeto que reúne 50 indústrias de transformação de plástico. O grande objetivo é o envolvimento progressivo das 600 empresas instaladas na região, em um ambiente de vantagens competitivas. A presença do Pólo Petroquímico e Químico impulsiona o APL Plásticos, promovendo uma forte cadeia produtiva regional.

Indústrias Artesanais

O município abriga diversas empresas que são de porte mais reduzido, no entanto, oferecem produtos tão diferenciados que alguns deles são até exportados, como o Caso dos carros de alta performance, feitos pela empresa SIGMA.

APL – Arranjo Produtivo Local do Grande ABC
Arranjo produtivo local é, por definição, uma aglomeração de empresas localizadas em um mesmo território que apresentam especialização produtiva e mantêm algum vínculo de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais como governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.

O Arranjo Produtivo Local compreende, portanto, um recorte do espaço geográfico (parte de um município, conjunto de municípios, bacias hidrográficas, vales, serras etc.) que possua sinais de identidade coletiva (sociais, culturais, econômicos, políticos, ambientais ou históricos).

Ao estimular processos locais de desenvolvimento, é preciso ter em mente que qualquer ação nesse sentido deve permitir a conexão do arranjo com os mercados, a sustentabilidade por meio de um padrão de organização que se mantenha ao longo do tempo, a promoção de um ambiente de inclusão de pequenos e micro-negócios em um mercado com distribuição de riquezas e a elevação do capital social por meio da promoção e a cooperação entre os atores do território.

A Agência apoia diversos projetos visando à estruturação dos APLs.

- Autopeças
- Defesa
- Ferramentaria - www.aplferramentaria.com.br
- Gráficos
- Hotéis e Bares
- Metalmecânico
- Moveleira
- Panificação
- Químico
- TI de São Caetano do Sul

Indústrias Participantes do Roteiro _ Em Breve


1. Solvay / Rhodia Group Têxtil
Esta Unidade do Grupo Solvay / Rhodia produz fios têxteis e industriais, polímeros e filter tow.
Endereço: Avenida dos Estados, 5.852 – Portaria 2 - Centro

2. Braskem
UNIB 3 CK ABC
Endereço: Avenida Presidente Costa e Silva, 1178 - Pq. Capuava - Santo André, SP
Tel: 11 4478-1515
Agendamento de visitas: http://www.braskem.com/site.aspx/Agendar-Visita?qsLoc=MYf0wK0U7Os=

3. Universidade Federal do Grande ABC – UFABC
Endereço: Av. dos Estados, 5001 - Bangu
Telefones: (11) 4996-7914 / 7973 / 7982

Links interessantes

  • Escrito por Super User
  • Categoria: Portal de Turismo
  • Acessos: 4146

Convention & Visitors Bureau de São Paulo - http://www.visitesaopaulo.com
Ministério do Turismo - www.turismo.gov.br
Cadastur - www.cadastur.turismo.gov.br
AMITUR (Associação dos Municípios de Interesse Cultural e Turístico) - www.amitur.org.br
Consórcio Intermunicipal do Grande ABC - www.consorcioabc.sp.gov.br
Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo - www.turismo.sp.gov.br

Turismo de Negócios e Eventos

  • Escrito por Super User
  • Categoria: Portal de Turismo
  • Acessos: 3636

Definição MTUR

“Turismo de negócios e eventos compreende o conjunto de atividades turísticas decorrentes dos encontros de interesse profissional, associativo, institucional, de caráter comercial, promocional, técnico, cientifico e social,” Marcos Conceituais – MUTR.

Guia de Serviços Turísticos

• Rede Hoteleira

1. Hotel Blue Tree Towers

Endereço: Avenida Portugal, 1464 - Centro
Telefone: (11) 2199-7000

2. Hotel Íbis

Endereço: Avenida Industrial, 885 - Centro
Telefone: (11) 4979-7900

3. Hotel Plaza Mayor

Endereço: Avenida Coronel Fernando Prestes, 278 - Centro
Telefone: (11) 3629-6900

4. Hotel Mercure

Endereço: Avenida Industrial, 885 - Centro
Telefone: (11) 4979-7900

5. Hotel Century Plaza Santo André (Em Construção)

Endereço: Rua Giovanni Battista Pirelli, s/n, Vila Homero Thon - Santo André, SP
Telefone:

• Agências de Viagens

 

• Taxis e Locadoras de Veículos

1. Park Locadora de Veículos - Avenida Dom Pedro II,1089 - Vila Pires, Tel.: (11) 4432-2646
2. Adventure Rent a Car - Avenida Portugal, 519 - Bela Vista, Tel.: (11) 4436-4700
3. Localiza (Agência) - Avenida Dom Pedro II, 1182 - Vila Pires, Tel.: (11) 4468-1883
4. Locavisa Rent a Car - Avenida da Paz, 1059 – Utinga, Tel.: (11) 4997-0000


• Restaurantes, Bares e Casas Noturnas
Link: Circuito Gastronômico e Vida Noturna


• Serviços Diversos: Casas de Cambio e Lavanderias

Lavanderias
Lavanderia Tutti Belli Rua Paineiras, 330 - Jardim 4436-8813
Well Clean Lavanderias Rua Figueiras, 327 - Jardim 4994-8044
Lavanderia Dry Clean Praça Presidente Kennedy, 61 - Vila Basto 4990-7231
Qualittá Av. Portugal, 1589 - Centro 4438-4420
Laundry Service Av. Portugal, 1670 - Centro 4992-0132
Limpi Tutti Lavanderias e Seviços de Limpeza Rua Santo Andre, 344 - Centro 4427-5590

Casas de Cambio
Fitta Câmbio Av. Pereira Barreto, 42 - Vila Gilda 4432-1933
Fitta Câmbio Rua Figueiras, 606 - Jardim 2325-2000
Casa de Câmbio França Barros Rua Senador Flaquer, 241, Loja 04 - Centro 2324-3418
Action Câmbio (Shopping Grand Plaza) Av. Industria, 600 - Jardim 4979-5370

• Transporte Público

Terminal Metropolitano Santo André Oeste Rua Visconde de Taunay, s/n.º - Centro 0800 724 05 55
Estação de Trem Prefeito Celso Daniel Rua Itambé, 65 - Centro 0800 055 01 21
Estação de Trem Prefeito Saladino Praça Armando Arruda, s/nº - Santa Terezinha
Estação de Trem Utinga Avenida Da Paz, s/n - Bairro Utinga
Terminal Vila Luzita Rua Capitão Mário Toledo de Camargo, s/nº. - Vila Luzita 5433-5573
TERSA - Terminal Rodoviário de Santo André Ltda Av Industrial, 1850 - Campestre 3506-4900
Bicicletario (334 vagas) Rua Visconde de Taunay, s/n.º - Centro 0800 724 05 55


• Unidades de Saúde Públicas

Centro Hospitalar Municipal Avenida João Ramalho, 326 - Vila Assunção 4433-3611
Pronto Atendimento Central Praça IV Centenário, 8 - Centro 4436-6844
Pronto Atendimento Bangu Rua Avaré, 107 - Bangu 4997-2284
Pronto Atendimento Vila Luzita Rua Calecute, 25 - Vila Luzita 4451-9898
Hospital Estadual Mario Covas Rua Dr. Henrique Calderazzo, 321 - Paraíso 2829-5000

Atendimento ao Turista

  • Escrito por Super User
  • Categoria: Portal de Turismo
  • Acessos: 4338

Atendimento ao Turista

DEPARTAMENTO DE TURISMO
(Convention & Visitors Bureau de Turismo Santo André)
Praça IV Centenário, s/no. Prédio da Biblioteca Nair Lacerda, 3º. Andar, Sala 11 – Centro, Santo André, SP
Tel.: (11) 4433-0752

CENTRO DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS
(Bureau de Turismo Paranapiacaba - CIT)
Largo dos Padeiros, s/nº, Parte Baixa, Vila de Paranapiacaba, Santo André, SP.
Tel.: (11) 4439-0237

GERÊNCIA DE ECOTURISMO - PARANAPIACABA
Rua Paula Souza, s/nº, Parte Baixa – Vila de Paranapiacaba, Santo André, SP.
Tel.: (11) 4439-1318 / 4439-1317 / 4439-1316

Correio eletrônico:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Sites:
http://www2.santoandre.sp.gov.br/index.php/paranapiacaba
www.cambuci.com.br

 

Informações úteis

Prefeitura de Santo André 0800 19 19 44
DST - Departamento de Segurança de Trânsito 0800 770 31 94
Policia 190
Bombeiro 193
SAMU 192
Semasa 115
Defesa Civil 199
Guarda Civil Municipal (11) 4421-6494
Aeroporto de Congonhas (11) 5090-9000
Aeroporto Internacional de Guarulhos/Cumbica - Governador André Franco Montoro (11) 6445-2945
EMTU - Empresa Metropolitana de Transportes 0800 724 05 55
TERSA - Terminal Rodoviário de Santo André (11) 3506-4900

DISTÂNCIAS

SÃO PAULO / Capital – 21 km
Acesso Rodoanel Trecho Sul / Mauá – 8 km
Aeroporto de Congonhas – 25 km
Aeroporto Internacional de Guarulhos – 49 km
Rodovia Anchieta – 13 km
Rodovia dos Bandeirantes – 42 km
ESTAÇÕES DE TREM CPTM – Prefeito Celso Daniel, Prefeito Saladino e Utinga (Acesso a Estação Tamanduateí Linha 2 – Verde com Transferência gratuita).


DADOS GERAIS DO MUNICIPIO

Idioma: Língua Portuguesa
População: 678.486 habitantes (Ano Base 2011)
Área total: 174,38 km²
PIB: 16,8 bilhões (Ano Base 2011)
Destino Indutor da Macrorregião Sudeste: São Paulo
Destino da Macrorregião do Sudoeste Paulista: Rota do ABC
Terminal Rodoviário do Tiete – 24 km

Cidadão

Servidores

Empreendedor